Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/5300
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creator.IDALEXANDRE, I. S.pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1169214895317443pt_BR
dc.contributor.advisor1NEGREIROS, Mônica Martins.-
dc.contributor.advisor1IDNEGREIROS, M. M.pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2383235196053330pt_BR
dc.contributor.referee1DANTAS, Nadege da Silva.-
dc.contributor.referee2ANDRADE, Valéria.-
dc.description.resumoSustentados por uma concepção da heterogeneidade da língua, apoiada pelos estudos da Sociolinguística, e em busca de uma efetivação do trabalho com a variação linguística em sala de aula, objetivamos analisar o processo de ensino-aprendizagem desse fenômeno no Ensino Médio da Escola do Campo Bento Tenório de Sousa, localizada em Monteiro – PB. Nesta perspectiva, buscamos compreender como se desenvolve o trabalho com a variação linguística em sala de aula das três turmas do Ensino Médio, investigando aspectos abordados pelo livro didático além de observar elementos da oralidade dos alunos na interação com a professora. O trabalho apresentado surgiu a partir das vivências como bolsista, na referida escola, como também através de experiências em sala de aula na área de conhecimento linguagens e códigos do Curso de Licenciatura em Educação do Campo da UFCG/CDSA. O trabalho teve uma abordagem quanti-qualitativa por meio da qual os dados coletados foram tabulados, explorados e quantificados a fim de procedermos à descrição dos resultados obtidos. A coleta de dados foi efetuada a partir da pesquisa de campo através da qual observamos as aulas de Língua Portuguesa dos três anos do Ensino Médio a fim de investigarmos como a temática da variação linguística era abordada, além de procurarmos conhecer a metodologia da Professora no trabalho com esta temática. Analisamos ainda os livros didáticos de Língua Portuguesa das referidas turmas e aplicamos um questionário direcionado aos alunos. Para o desenvolvimento do nosso trabalho e respaldo científico sobre o fenômeno da variação linguística nos apoiamos em teóricos como, Noam Chomsky (1980), Ferdinand Saussure (2006), Marcos Bagno (2002, 2004, 2007, 2011), Mário Eduardo Martellota (2011), Luiz Carlos Cagliari (2009), dentre outros. Depois de todo esse percurso teórico, por meio da pesquisa de campo e a análise dos dados coletados, foi possível constatar que ainda há uma distorção em conceitos básicos como língua e linguagem, como também há lacunas no trabalho com a variação linguística em sala de aula e no livro didático. Evidenciamos também o prestígio da norma padrão adotada pelos livros didáticos e pela escola, e a imposição de um modelo ideal de língua, relegando ao segundo plano as variedades linguísticas ainda muito estigmatizadas. Por último, percebemos que a noção do “erro” persiste e se fixa de forma equivocada, prevalecendo o preconceito linguístico em relação aos usos diferenciados da língua.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCentro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido - CDSApt_BR
dc.publisher.initialsUFCGpt_BR
dc.titleO trabalho com a variação linguística em sala de aula: registros de uma experiência na Escola do Campo Bento Tenório de Sousa.pt_BR
dc.date.issued2016-07-21-
dc.description.abstractSupported by a conception of the heterogeneity of language endorsed by Sociolinguistic studies, and in searching of an effective work with the linguistic variation in the classroom, this work aims to analyze the process of teaching and learning of that phenomenon in high school at the Rural School Bento Tenório de Sousa, located in Monteiro – Paraíba. In this regard, we seek to understand how the work with linguistic variation is developed in three classes of high school, investigating aspects addressed by the textbook, in addition to observing orality elements of the students in interaction with the teacher. This work has arisen from my experiences as a scholarship student, in that school, but also through experiences in classes of languages and codes area of knowledge in the Degree in Rural Education. The research had a quantitative-qualitative approach through which the data were tabulated, explored and quantified in order to proceed to the description of the results. Data collection was carried out through field research, in which it was observed Portuguese language classes at the three series of high school in order to investigate how linguistic variation has been addressed, but also to seek the teacher methodology at addressing that issue. It was also analyzed the textbooks of Portuguese language classes of the referred groups and a questionnaire was answered by students. For the development of this work and scientific support on the phenomenon of linguistic variation we rely on theorists as Chomsky (1980), Saussure (2006), Bagno (2002, 2004, 2007, 2011), Martellota (2011), Cagliari (2009), among others. After that entire theoretical path, through field research and data analysis, it was found that there is still a distortion on basic concepts such as language in general and a specific language, as well as gaps in the working with linguistic variation in the classroom and textbook. It was also evidenced the prestige of the standard variety of language adopted by textbooks and school, and the imposition of an ideal model of language, relegating to a secondary place the linguistic varieties which are still very stigmatized. Finally, it was noticed that the notion of “error” is persists and it is fixed wrongly prevailing linguistic discrimination in relation to the different uses of language.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/5300-
dc.date.accessioned2019-08-01T17:34:14Z-
dc.date.available2019-07-31-
dc.date.available2019-08-01T17:34:14Z-
dc.typeTrabalho de Conclusão de Cursopt_BR
dc.subjectLinguísticapt_BR
dc.subjectEscola do Campopt_BR
dc.subjectSala de aulapt_BR
dc.subjectLinguagempt_BR
dc.subjectPreconceito linguísticopt_BR
dc.subjectNorma coloquialpt_BR
dc.subjectVariação linguísticapt_BR
dc.subjectLivro didáticopt_BR
dc.subjectLíngua escritapt_BR
dc.subjectLinguisticspt_BR
dc.subjectField Schoolpt_BR
dc.subjectClassroompt_BR
dc.subjectLanguagept_BR
dc.subjectLinguistic Prejudicept_BR
dc.subjectColloquial normpt_BR
dc.subjectLinguistic Variationpt_BR
dc.subjectTextbookpt_BR
dc.subjectWritten languagept_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.creatorALEXANDRE, Isadora Sousa.-
dc.publisherUniversidade Federal de Campina Grandept_BR
dc.languageporpt_BR
dc.title.alternativeWork with linguistic variation in the classroom: records of an experience at Campo Bento Tenório de Sousa School.pt_BR
dc.identifier.citationALEXANDRE, Isadora Sousa. O trabalho com a variação linguística em sala de aula: registros de uma experiência na Escola do Campo Bento Tenótio de Sousa. 2016. 100f. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Licenciatura em Educação do Campo, Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido, Universidade Federal de Campina Grande, Sumé – Paraíba – Brasil, 2016.pt_BR
Appears in Collections:Curso de Licenciatura em Educação do Campo

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ISADORA SOUSA ALEXANDRE - TCC LECAMPO 2016..pdfIsadora Sousa Alexandre - TCC LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO DO CAMPO 20164.8 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.