Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/6351
Title: Metodologias ativas como ferramenta para a formação crítica reflexiva do enfermeiro: percepção dos acadêmicos.
Other Titles: Active methodologies as a tool for reflexive critical formation of nurses: perception of academics.
???metadata.dc.creator???: RODRIGUES, José Augusto de Sousa.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VÉRAS, Gerlane Cristinne Bertino.
???metadata.dc.contributor.referee1???: FURTADO, Dayze Djanira de Galiza.
???metadata.dc.contributor.referee2???: DANTAS, Nozângela Maria.
Keywords: Educação em enfermagem;Estudantes de enfermagem;Capacitação profissional;Enfermeiro - formação profissional;Nursing Education;Nursing Students;Professional Training;Nurse - Vocational Training
Issue Date: 17-Dec-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: RODRIGUES, José Augusto de Sousa. Metodologias ativas como ferramenta para a formação crítica reflexiva do enfermeiro: percepção dos acadêmicos. 2018. 63f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: As metodologias ativas de ensino surgem como uma possibilidade de inovar o modelo de educação em saúde, utilizando-se da problematização da realidade com o intuito de instigar os estudantes a desenvolverem o senso crítico sobre os problemas para que possam resolvê-los a partir de conhecimentos pré-existentes, rompendo com a educação bancária que ainda tem grande influência nos cursos de Enfermagem do país. Objetiva-se averiguar a percepção dos acadêmicos de Enfermagem sobre a contribuição da metodologia ativa para uma formação profissional crítica reflexiva. Trata-se de um estudo de campo do tipo descritivo com abordagem qualitativa realizado com 20 acadêmicos do oitavo e nono períodos do curso de Enfermagem da Universidade Federal de Campina Grande/Centro de Formação de Professores situada na cidade de Cajazeiras-Paraíba por meio de entrevistas gravadas, guiadas por um formulário semiestruturado. Estabeleceu-se como critério de inclusão acadêmicos que estavam matriculados nas disciplinas Estágio Supervisionado I e II, e como exclusão os acadêmicos que estavam matriculados em disciplinas teóricas de cunho optativo e que não foram contatados durante o período da coleta de dados, que ocorreu entre os meses de agosto e setembro de 2018. Para análise dos dados utilizou-se o software IRAMUTEQ e categorização pelo método proposto por Laurence Bardin. O referido estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa sob parecer nº 2.712.430 e atendeu a Resolução 466/2012 do Conselho Nacional de Saúde. Constata-se a prevalência dos estudantes do nono período, sexo feminino, idade média de 22,7 anos, solteiros, renda familiar de dois salários mínimos, da cor/raça parda. Evidencia-se a formação de três categorias, a saber, Categoria 1 - Vivência dos acadêmicos sobre a utilização das metodologias ativas para a formação profissional; Categoria 2 - Metodologias ativas para a formação crítica e reflexiva do Enfermeiro; e Categoria 3 - Qualidades e fragilidades das metodologias ativas e suas diferenças entre a metodologia de ensino tradicional. Ressalta-se que as metodologias tem o poder de fortalecer o processo de ensino/aprendizagem, uma vez que fornecem aos estudantes meios para que possam problematizar a realidade em que vivem, identificando problemas e buscando subsídios para resolvê-los. Contudo, observa-se que ainda é um método pouco explorado durante o processo formativo dos estudantes. Ressalta-se a necessidade de que os professores busquem um melhor aperfeiçoamento de seus métodos de ensino, repensando sua postura em sala de aula com o propósito de maior interação com os estudantes. Sugere-se o desenvolvimento de novos estudos que abordem a temática, visto a escassez de estudos recentes e a relevância que as metodologias ativas têm para a formação de profissionais com pensamento crítico e reflexivo.
Abstract: The active methodologies of teaching appear as a possibility to innovate the model of health education, using the problematization of reality aiming to instigate the students to develop critical sense on problems so that they can solve them using their pre-existing knowledge, breaking with the banking model of education that still has great influence in courses of Nursing in the country. The objective of this study is to investigate the Nursing students' perceptions about the contribution of the active methodology to a reflexive critical professional formation. This is a descriptive field study with a qualitative approach carried out with 20 Nursing course students from the eighth and ninth semesters of Universidade Federal de Campina Grande/ Centro de Formação de Professores located in the city of Cajazeiras, state of Paraíba, through interviews recorded, guided by a semi-structured formulary. It was established as an inclusion criterion, academics who were enrolled in the Supervised Internship I and II, and as an exclusion those students who were enrolled in elective theoretical subjects and who were not contacted during the period of data collection, which occurred between the months of August and September of 2018. For the data analysis, the software IRAMUTEQ was used, and to categorize it, the method proposed by Laurence Bardin. This study was approved by the Research Ethics Committee under the number - 2,712,430 and complied with Resolution 466/2012 of the National Health Council. The prevalent profile of students in the ninth semester observed is female sex, with an average age of 22.7 years, single, family income of two minimum salaries, of brown color/race. It was evidenced the formation of three categories, namely Category 1 - Academic experience on the use of active methodologies for professional training; Category 2 - Active methodologies for the critical and reflexive formation of the Nurse; and Category 3 - Qualities and weaknesses of the active methodologies and their differences in relation to the traditional teaching methodology. It should be emphasized that methodologies have the power to strengthen the teaching / learning process, since they provide students with the means to problematize the reality in which they live, identify problems and find ways to solve them. However, it is still an unexplored method during the students' training process. The need for teachers to seek an improvement of their teaching methods is re-emphasized, rethinking their posture in the classroom for the purpose of greater interaction with students. It is suggested the development of new studies that address the theme, given the scarcity of recent studies and the relevance that the active methodologies have for the training of professionals with critical and reflexive thinking.
Keywords: Educação em enfermagem
Estudantes de enfermagem
Capacitação profissional
Enfermeiro - formação profissional
Nursing Education
Nursing Students
Professional Training
Nurse - Vocational Training
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/6351
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOSÉ AUGUSTO DE SOUSA RODRIGUES. TCC BACHARELADO EM ENFERMAGEM. 2018. pdfJosé Augusto de Sousa Rodrigues. TCC. Bacharelado em Enfermagem. 2018.2.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.