Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/6844
Title: Fragilidades para implementação do cuidado ao adolescente na unidade de saúde da família.
Other Titles: Weaknesses for implementing adolescent care in the family health unit.
???metadata.dc.creator???: MACEDO, Lourena Renalli Trajano.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SANTOS, Nathanielly Cristina Carvalho de Brito.
???metadata.dc.contributor.referee1???: CANTALICE, Anajas da Silva Cardoso.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ANDRADE, Luciana Dantas Farias de.
Keywords: Saúde do Adolescente;Comportamento do Adolescente;Estratégia de Saúde da Família;Registros de Saúde Pessoal;Atenção Primária a Saúde;Adolescent health;adolescent behavior;Family Health strategy;personal health records;primary health care
Issue Date: 16-Jul-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MACEDO, Lourena Renalli Trajano. Fragilidades para implementação do cuidado ao adolescente na unidade de saúde da família. 2018. 55fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Enfermagem, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: A adolescência constitui uma fase dotada de transformações biológicas e psicossociais. Por isto, é necessário ofertar ao adolescente um cuidado integral, por equipe multiprofissional que considere as singularidades desta fase em todas as suas dimensões, de modo a contribuir com um crescimento e desenvolvimento saudável. Assim, para reorganizar as práticas de saúde, a Estratégia de Saúde da Família (ESF) busca promover uma melhor assistência ao indivíduo, família e comunidade, contemplando também a população adolescente. No entanto, uma atenção efetiva ainda se constitui um desafio para os profissionais diante de algumas limitações existentes no cuidado a esse público. Objetivo: Compreender as fragilidades encontradas pelos profissionais da Unidade de Saúde da Família para implementação do cuidado ao adolescente. Metodologia: Trata-se de um estudo exploratório-descritivo, com abordagem qualitativa, desenvolvido nas Unidades de Saúde da Família da área urbana do município de Cuité, Paraíba, Brasil, com oito profissionais de saúde. A coleta de dados foi realizada de outubro a novembro de 2017, por meio de um roteiro semiestruturado para entrevista, sendo os relatos analisados pela técnica de análise de conteúdo. Resultados: A apreciação do material empírico possibilitou a construção de quatro categorias temáticas: 1. Comportamento do adolescente; 2. Falta de interesse para prevenção de doenças e promoção da saúde; 3. Dificuldade na abordagem e interação com o adolescente; 4. (Des)motivação e (des)conhecimento dos profissionais. Discussão: Percebe-se que o comportamento desafiador dos adolescentes faz com que os mesmos não procurem a unidade para prevenção de doenças e promoção da saúde, exigindo dos profissionais a adoção de metodologias mais ativas na realização de ações educativas. Além disso, a dificuldade na interação entre profissional e adolescente é outro achado preocupante, verificando-se a necessidade de estratégias de abordagem inovadoras, como a valorização da visita domiciliar e a criação de grupos, buscando alternativas para que os adolescentes participem dos serviços. É importante atentar para outra fragilidade, que é o desconhecimento da Caderneta de Saúde do Adolescente pela equipe de saúde e pela comunidade, pois a utilização desse instrumento como estratégia norteadora do cuidado deve ser valorizada, visto que busca subsidiar o trabalho dos profissionais e estabelecer vínculo entre adolescente-profissional. Considerações finais: A partir da compreensão acerca das fragilidades existentes diante do cuidado ao adolescente, percebe-se a necessidade de um olhar ampliado para capacitação dos profissionais de saúde da família por meio da implementação da educação permanente. Assim, possam atuar com foco nas particularidades e necessidades de saúde desse público, tão singular, para o alcance de uma atenção integral e efetiva como se propõe a atenção primária à saúde.
Abstract: Adolescence constitutes a phase of biological and psychosocial transformations. For this reason, it is necessary to offer to adolescent a whole care, by a multi-professional team that considers their singularities phase in all its dimensions, in order to contribute to a healthy growth and development. Thus, to reorganize health practices, The Family health strategy, Search to promote better assistance to individual, family, and community, also contemplating adolescent population. However, Effective attention is still a challenge to professionals in face of some limitations in public care. Objective: Comprehend fragility found by professionals that work in the Family Health Unit to adolescent care implementation. Methodology: It is a descriptive-exploratory study, with a qualitative approach, developed at family Health Unit in an urban area in Cuité city, Paraíba, Brazil, with eight Health Professionals. Data collection was realized from October to November of 2017, through a half-structured script for an interview, the reports analyzed by content technique analysis. Result: the empirical appreciation material made possible the construction of four thematic categories: Adolescent behavior; 2. Lack of interest in disease prevention and health promotion; 3. Approach difficulty and interaction with adolescent; 4. (De) motivation and professionals (UN) knowledge. Discussion: It is understood that the challenging adolescents’ behavior causes them not to seek the Unit for Disease Prevention and health promotion, requiring professionals to adopt more active methodologies in a realization of educational actions. Moreover, difficulty in the interaction between professional and adolescent is another worrying finding, need for innovative approach strategies, such as appreciation of home visits and the creation of groups, seeking alternatives for teenagers to participate in services. It is important to pay attention to another fragility, which is the lack of knowledge of the adolescent's Health Handbook by the health team and the community, because the use of this instrument as a guiding strategy of care should be valued, since it seeks to Subsidize the work of professionals and establish a link between adolescent-professional. Final conclusion: From comprehension of fragility existing in adolescents care, we perceive the necessity for an expanded look to empower family health professionals through an implementation of an education permanent. Thus, they can act with a focus on the particularities and health necessities of this public, so unique, for the attainment of integral and effective attention as the primary attention to health is proposed.
Keywords: Saúde do Adolescente
Comportamento do Adolescente
Estratégia de Saúde da Família
Registros de Saúde Pessoal
Atenção Primária a Saúde
Adolescent health
adolescent behavior
Family Health strategy
personal health records
primary health care
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem de Saúde Pública
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/6844
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LOURENA RENALLI TRAJANO MACEDO - TCC ENFERMAGEM 2018.pdfLOURENA RENALLI TRAJANO MACEDO - TCC ENFERMAGEM 20183.21 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.