Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7209
Title: Efeito da secagem em leito de jorro sobre a extração de fenóis e taninos totais da casca da romã (Punica granatum L.).
Other Titles: Effect of spouted bed drying on the extraction of phenols and total tannins from the Pomegranate (Punica granatum, L.).
???metadata.dc.creator???: DIAS, Raquel Alves de Luna.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CONRADO, Líbia de Souza.
???metadata.dc.contributor.advisor2???: ALSINA, Odelsia Leonor Sanchèz de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ALMEIDA , Marcello Maia de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: FARIAS NETO , Severino Rodrigues de.
???metadata.dc.contributor.referee3???: SILVA , Osvaldo Soares.
???metadata.dc.contributor.referee4???: MEDEIROS, Maria de Fátima Dantas de.
Keywords: Secagem;Leito de Jorro;Romã;Fenóis Totais;Taninos Totais;Drying;Spouted Bed;Pomegranate;Total Phenols;Tannins Totals
Issue Date: 21-Dec-2015
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: DIAS, R. A. de L. Efeito da secagem em leito de jorro sobre a extração de fenóis e taninos totais da casca da romã (Punica granatum L.). 2015. 130 f. Tese (Doutorado em Engenharia Química) – Pós-Graduação em Engenharia Química, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2015.
???metadata.dc.description.resumo???: A produção de frutas no Brasil está em torno de 33 milhões de toneladas por ano. A romã (Punica granatum, L.) é uma fruta originária da região do Oriente Médio. Não nativa, porém, cultivável em solo brasileiro, a árvore cresce em regiões áridas, sendo encontrada largamente no sertão paraibano. A produção da fruta se dá no período de setembro a fevereiro. A casca da fruta apresenta, em sua composição, compostos fenólicos destacando-se os taninos. Os taninos são compostos polifenólicos, distribuídos em plantas, alimentos e bebidas. Estes compostos têm peso molecular relativamente elevado, são solúveis em água e apresentam potencial antioxidante e antinflamatório. As indústrias farmacêuticas têm um particular interesse pelos extratos vegetais secos, por apresentarem melhor precisão na dosagem, facilidade de manuseio, transporte e armazenagem e por manterem a estabilidade química, microbiológica e farmacológica do produto. A presente tese trata da secagem de cascas trituradas de romã in natura em secador de leito de jorro. Frente a outros tipos de secadores o leito de jorro é considerado de baixo custo de aquisição, fácil instalação e operação, constituindo-se uma alternativa a ser considerada na secagem e obtenção do extrato seco da casca da romã. O extrato seco pode ser utilizado pelas indústrias de alimentos, químicas e principalmente farmacêuticas como fonte de compostos fenólicos na produção de fitoterápicos. A secagem no leito de jorro valoriza o caráter inédito deste trabalho, uma vez que na literatura os trabalhos de secagem neste tipo de secador se referem tradicionalmente a leitos de partículas de conformidade homogenea em relação ao tamanho e forma, como grãos e sementes com umidades intermediárias e a secagem de pastas e suspensões de alta umidade sobre leito de partículas inertes. Foi realizado o estudo prévio da caracterização do material e do comportamento fluidodinâmico do leito através da obtenção das curvas características de queda de pressão em função da vazão do ar com obtenção dos parâmetros relativos a estabilidade do leito. Os parâmetros queda de pressão máxima e nas condições de jorro estável e velocidade de jorro mínimo aumentaram com a altura do leito e com o teor de umidade das cascas, observando-se importante influência das mudanças nas características das partículas devido à secagem no comportamento fluidodinâmico do leito. Foram obtidas as curvas de secagem no leito de jorro das cascas trituradas para uma carga correspondente a altura do leito de 15 cm e em três níveis de temperatura 50, 65 e 80°C, mantendo-se a vazão de ar 20% superior a vazão de jorro mínima determinada nos ensaios fluidodinâmicos. Foi observada importante influência da temperatura nas curvas de secagem com redução expressiva do tempo para atingir o equilíbrio na temperatura de 80°C (cerca de 30 minutos). Os modelos cinéticos empíricos de secagem, de Henderson e Pabis e de Page se ajustaram bem aos dados experimentais da razão de umidade em função tempo. Para se avaliar a extração em água de fenóis e taninos presentes nos extratos secos foram realizados experimentos de secagem com base em um planejamento experimental 22 com três repetições no ponto central e mais quatro pontos axiais tendo como variáveis independentes a temperatura (44, 50, 65, 80 e 86ᵒC e a altura do leito (8, 10, 15, 20 e 22 cm). O processo de extração com água se deu na temperatura de 30ᵒC sob agitação, os extratos passaram por reação com o agente complexante Folin Denis, sendo determinadas por espectrofotometria as concentrações de fenóis e taninos totais. O rendimento de fenóis e taninos totais variou de 52 a 82% e de 31 à 58 % respectivamente. O planejamento experimental forneceu modelos estatisticamente significativos e preditivos para os rendimentos em função das variáveis independentes sendo encontrada a condição ótima para a secagem e posterior extração dos princípios ativos: temperatura de 50ᵒC e altura do leito de 20 cm.
Abstract: Fruit production in Brazil is around 33 million tons per year. Pomegranate (Punica granatum, L.) is a native fruit of the Middle East region. Non-native, however, arable on Brazilian soil, the tree grows in arid regions and is widely found in the backlands of Paraiba, the production of the fruit takes place from September to February. The fruit has, in its composition, phenolic compounds highlighting the tannins. Tannins are polyphenolic compounds distributed in plants, foods and beverages with a relatively high molecular weight which are soluble in water with special anti-inflammatory and antioxidant potential. The pharmaceutical companies have a vested interest in the dry plant extracts, since they have better dosing accuracy, ease of handling, transport and storage, as well as favoring the maintenance of chemical, microbiological and pharmacological stability. It is emphasized in this paper the drying process in a spouted bed as a good alternative to the use of pomegranate rind. The spouted bed dryer is easy to install, low cost and simple operation compared to other dryers. This process enables waste pomegranate are subsequently used in the food, chemical and pharmaceutical especially since the phenolic compounds present in pomegranate peel are a source of raw material for the production of herbal medicines. Initially there was the lifting of the characteristic curves and elaborated an experimental design with three replications 22 at the center point and four axial points for drying and subsequent extraction of phenolic compounds. Pomegranate peels in nature crushed were dried in a spouted bed at temperatures of 44, 50, 65, 80 and 86ᵒC and feedstock with varying according to the height of bed 8, 10, 15, 20 and 22 cm, as defined in expermental planning. Was given to work with the further extraction process with water in 30ᵒC temperature and under stirring, extracts passed through reaction with Folin Denis and complexing agent were read in a spectrophotometer at 760nm and 725nm bands for total phenols and tannins respectively. The experimental results allowed investigate the response variables: income total phenols and tannins. The yield of total phenols and tannins ranged from 52 to 82% and 31 to 58% respectively. The experimental design provided statistically significant and predictive models. An optimum condition for drying and subsequent extraction of the active ingredients found: 50ᵒC temperature and bed height 20 cm.
Keywords: Secagem
Leito de Jorro
Romã
Fenóis Totais
Taninos Totais
Drying
Spouted Bed
Pomegranate
Total Phenols
Tannins Totals
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia Química
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7209
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia Química.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RAQUEL ALVES DE LUNA DIAS - TESE (PPGEQ) 2015.pdf2.08 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.