Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7614
Title: Conhecimento e prática do autocuidado com os pés das pessoas com diabetes mellitus.
Other Titles: Knowledge and practice of self-care with the feet of people with diabetes mellitus.
???metadata.dc.creator???: ALMEIDA, Larissa Reis.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: GOUVEIA, Bernadete de Lourdes André.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ALBUQUERQUE, Adriana Montenegro de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SOUSA, Mailson Marques de.
Keywords: Conhecimento;Prática;Autocuidado;Diabetes Mellitus;Knowledge;Practice;Self-care;Diabetes Mellitus
Issue Date: 2017
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ALMEIDA, Larissa Reis. Conhecimento e prática do autocuidado com os pés das pessoas com diabetes mellitus. 2017. 60 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Enfermagem, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2017.
???metadata.dc.description.resumo???: INTRODUÇÃO: O diabetes mellitus (DM) é uma doença crônica não transmissível (DCNT) mais incidente nas últimas décadas. É considerado um problema de saúde pública. Entre as complicações do DM estão os desequilíbrios agudos (hipoglicemia e hiperglicemia) e as complicações crônicas de longo prazo como o pé diabético. OBJETIVO: Investigar o conhecimento e a prática do autocuidado com os pés das pessoas com Diabetes Mellitus. METODOLOGIA: Realizou-se a pesquisa exploratória descritiva com 110 pessoas com DM, cadastrados e atendidos nas 05 Unidades Básicas de Saúde da zona urbana do município de Cuité. A coleta dos dados se deu nos meses de agosto a dezembro de 2016 após aprovação do CEP com parecer de Nº 1.654.344 e aceitação dos participantes em assinar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (TCLE). Os dados estão organizados e apresentados em tabelas. Na análise dos dados utilizou-se o SPSS, e os resultados são expressos em frequências absolutas e relativas. RESULTADOS: Os resultados sóciodemográficos declarados pela amostra prevaleceram o sexo feminino, faixa etária acima dos 61 anos, ensino fundamental incompleto, com maioria dos indivíduos morando com o cônjuge. O tempo de diagnóstico em sua maioria se deu àquelas com diabetes a mais de 10 anos, um diferencial em números para os que vivem com o diabetes a menos de 5 anos. Entre as complicações macro e microvasculares relataram ter insuficiência vascular (arterial e venosa) pé diabético e lesões diabéticas. Com relação ao conhecimento sobre o pé diabético, a maioria respondeu não ter conhecimento sobre esta complicação. No que concerne aos cuidados dos pés e sua prática, constatou-se que a maioria lava, seca e hidrata entre os dedos. Em relação aos calçados, informaram utilizar calçado aberto tipo sandália, revelando desconhecimento sobre o calçado adequado para seu uso. Quanto ao exame dos pés, a maioria respondeu realizar o autoexame, relacionando a inspeção dos pés na região plantar e nas interdigitais, no entanto, sobre a frequência, foi respondido que só realizava quando lembrava. Verificou-se minoria com lesões nos pés, e os que desenvolveram feridas, relataram terem cuidado em casa. Das limitações, percebeu-se mobilidade física insuficiente e problemas na acuidade visual, contudo, uma parcela recebia colaboração dos familiares para realização do autocuidado. CONSIDERAÇÕES FINAIS: Evidenciou-se que os participantes não tem o conhecimento sobre o que é pé diabético, embora pratiquem autocuidado no controle do DM e com os pés, mesmo apresentando algumas falhas como: (calçados inadequado, uso de instrumentos perfuro cortantes no corte das unhas arredondadas). A pesquisa evidencia a falta de conhecimento e prática adequada no autocuidado dos pés com necessidade eminente dos profissionais de saúde da atenção primária, para, no cotidiano destes usuários e seus cuidadores informar sobre DM e praticar a adesão aos comportamentos de autocuidado.
Abstract: INTRODUCTION: diabetes mellitus (DM) is a chronic non-transferable (NCD) incident in recent decades. Is considered a public health problem. Among the complications of DM are acute imbalances (hypoglycemia and hyperglycemia) and chronic long-term complications such as diabetic foot. OBJECTIVE: to Investigate the knowledge and practice of self-care with the feet of people with Diabetes Mellitus. METHODOLOGY: exploratory research was descriptive with 110 people with DM, registered and served in 05 basic health units of the urban area of the municipality of Cuité. The data collection took place in the months of August to December 2016 after approval of the CEP with opinion No. 1,654,344 and acceptance of the participants to sign an informed consent (TFCC). The data are organized and presented in tables. Data analysis using SPSS, and the results are expressed in absolute and relative frequencies. RESULTS: demographic results declared by sample prevailed the female age group above 61 years, primary education incomplete, with most individuals living with the spouse. The time of diagnosis in your most gave to those with diabetes for more than 10 years, a difference in numbers for those living with diabetes is less than 5 years. Macro-and microvascular complications reported vascular insufficiency (venous and arterial) diabetic foot and diabetic damage. With respect to knowledge of the diabetic foot, most answered unaware about this complication. With regard to the care of your feet and your practice, it was found that most lava, and moisturizes dry between your toes. With regard to footwear, reported using open toed shoes revealing ignorance about appropriate footwear for your use. As for the examination of the feet, most answered perform self-examination, relating to inspection of the feet in the region plant and in interdigital, however, about the frequency, it was answered that it was only when remembered. It was found that minority with injuries, and those who developed injured, reported watch at home. The limitations, was insufficient and physical mobility problems in visual acuity, however, a portion received cooperation from relatives for realization of self-care. FINAL CONSIDERATIONS: it was evidenced that the participants do not have the knowledge about what is diabetic foot, although practice self-care in control of DM with your feet, even showing some flaws as: (inappropriate footwear, use of a bladed sharp instruments in the cutting of nails rounded). The research highlights the lack of proper knowledge and practice in the self-care of the feet with eminent need of primary care health professionals, for, in the everyday life of these users and their caregivers information about DM and practice adherence to self-care behaviors.
Keywords: Conhecimento
Prática
Autocuidado
Diabetes Mellitus
Knowledge
Practice
Self-care
Diabetes Mellitus
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem de Saúde Pública
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7614
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LARISSA REIS ALMEIDA - TCC ENFERMAGEM 2017.pdfLARISSA REIS ALMEIDA - TCC ENFERMAGEM 20171.1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.