Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7725
Title: Prevalência de óbitos por câncer em mulheres.
Other Titles: Prevalence of cancer deaths in women.
???metadata.dc.creator???: BANDEIRA., Bruna Almeida.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VÉRAS, Gerlane Cristinne Bertino.
???metadata.dc.contributor.referee1???: MEIRA, Mary Luce Melquíades.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SILVA, Edineide Nunes da.
Keywords: Câncer - colo uterino;Óbitos por câncer;Mortalidade;Câncer em mulheres;Cancer - Uterine Cervix;Cancer deaths;Mortality;Cancer in women
Issue Date: 24-May-2016
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: BANDEIRA, Bruna Almeida. Prevalência de óbitos por câncer em mulheres. 2016. 39f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Enfermagem) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: Atualmente, o câncer é responsável por mais de 12% de todas as causas de óbito no mundo, a explicação para este fato está na maior exposição dos indivíduos aos fatores cancerígenos, como por exemplo, as mudanças dos padrões de vida, a partir da uniformização das condições de trabalho, nutrição e consumo de alimentos industrializados, acometendo especialmente as mulheres. Quanto ao câncer de colo uterino, mesmo sendo prevenível e curável, ainda se apresenta como um problema de saúde pública no Brasil devido aos altos índices de morbimortalidade; constituindo a terceira maior causa de morte por cânceres em mulheres. A ausência de informações precisas a respeito da epidemiologia, evolução e a confirmação de óbitos, dificultam o planejamento de estratégias mais eficientes e eficazes para a prevenção, diagnóstico precoce e tratamento do câncer. Neste sentido, o presente estudo tem como objetivo geral, verificar a prevalência de óbitos por câncer em mulheres no município de Cajazeiras-PB. Trata-se de uma pesquisa documental e descritiva, com abordagem quantitativa. Os dados foram coletados nas declarações de óbito que foram emitidas no período de 2010 a 2014 no referido município. Esta pesquisa obedeceu às exigências da Resolução 466\12 do Conselho Nacional de Saúde, sendo aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Campina Grande/Centro de Formação de Professores sob o parecer de N° 1.171.929. Os dados foram organizados e apresentados em tabelas e gráficos, e analisados à luz da literatura pertinente. Constatou-se neste estudo, a ocorrência de 278 óbitos por câncer, sendo 127 (45,7%) casos em mulheres. Os tipos mais prevalentes foram o de pulmão com 24 (18,9%) casos; mama com 16 (12,6%) casos; e o cerebral/pâncreas/útero com 10 (4,7%) casos cada. Quanto ao perfil da mortalidade por câncer de colo uterino, verificou-se que 40% das mulheres encontravam-se na faixa etária de 52 a 64 anos de idade, com estado civil casada ou solteira (20% cada), de cor branca (40%), com primeiro grau incompleto (40%) e aposentada (30%). Frente a estes dados, pode-se observar que o câncer se apresenta como um problema de saúde pública, estando em consonância com as estatísticas mundiais sobre mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis, como também, pode-se presumir a possibilidade de ocorrência de fragilidades na assistência integral à saúde da mulher. Verifica-se que o baixo nível de escolaridade e renda interferem no aumento da morbimortalidade de mulheres pelo câncer de colo uterino. Perante os achados da pesquisa em tela, pode-se afirmar a extrema importância de elaboração de planos de ação voltados a prevenção, diagnóstico precoce e tratamento adequado para a redução dos casos de mortalidade em decorrência do câncer em mulheres.
Abstract: Nowadays, cancer is responsible for more than 12% of all causes of death in the world, the explanation for this is the increased exposure of individuals to carcinogenic factors, such as changes in living patterns, from the standardization working conditions, nutrition and consumption of processed foods, affecting especially women. As for cervical cancer, despite being preventable and curable, yet it is presented as a public health problem in Brazil due to high rates of morbidity and mortality; being the third leading cause of death from cancer in women. The lack of accurate information about the epidemiology, evolution and confirmation of deaths hamper the development of more efficient and effective strategies for the prevention, early diagnosis and treatment of cancer. In this sense, this study has the general objective to determine the prevalence of cancer deaths in women in the city of Cajazeiras-PB. This is a documentary and descriptive research with quantitative approach. Data were collected from death certificates that were issued in the period 2010-2014 in the city. This research followed the requirements of Resolution 466\12 of the National Health Council, being approved by the Ethics Committee of the Universidade Federal de Campina Grande (Federal University of Campina Grande)/Centro de Formação de Professores (Teachers’ Training Center) in the item nº. 1,171,929. Data were organized and presented in tables and graphs, and analyzed in the light of the relevant literature. It was found in this study, the occurrence of 278 cancer deaths, with 127 (45.7%) cases in women. The most prevalent types were lung cancer with 24 (18.9%) cases; breast cancer with 16 (12.6%) cases; and brain/pancreas/uterus with 10 (4.7%) patients each. Regarding the profile of mortality from cervical cancer, it was found that 40% of women were in the age group of 52-64 years of age, married or single marital status (20% each), white (40%) with incomplete primary education (40%) and retired (30%). In view of these data, it can be observed that cancer presents itself as a public health problem, being in line with the global statistics on mortality from chronic non-communicable diseases, as well, one can assume the possibility of weaknesses in comprehensive care to women's health. It appears that the low level of education and income interfere with increased morbidity and mortality of women for cervical cancer. In view of the screen in the research findings, it can be said the extreme importance of drawing up action plans aimed at prevention, early diagnosis and appropriate treatment for the reduction of deaths from cancer in women.
Keywords: Câncer - colo uterino
Óbitos por câncer
Mortalidade
Câncer em mulheres
Cancer - Uterine Cervix
Cancer deaths
Mortality
Cancer in women
???metadata.dc.subject.cnpq???: Enfermagem.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/7725
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
BRUNA ALMEIDA BANDEIRA. TCC. BACHARELADO EM ENFERMAGEM.2016.pdfBruna Almeida Bandeira. TCC. Bacharelado em Enfermagem.2016.2.07 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.