Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/8280
Title: Caracterização físico-química de aguardentes de cana-de -açúcar produzidas na Região do Brejo Paraibano.
Other Titles: Physicochemical characterization of sugarcane spirits produced in the region of Brejo Paraibano.
???metadata.dc.creator???: CABRAL, Maysa Bernardino.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: NUNES, Bruno Rafael Pereira.
???metadata.dc.contributor.referee1???: BARROS, Aldre Jorge Morais.
???metadata.dc.contributor.referee2???: SOARES, Arianne de Freitas Barros.
Keywords: Aguardente;Cachaça;Teor alcoólico;Caracterização físico-química da cachaça;Brejo Paraibano – Cachaça;Brandy;Sugarcane liquor;Alcohol content;Physicochemical characterization of cachaça;Paraibano Marsh - Cachaça
Issue Date: 10-Jul-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: CABRAL, Maysa Bernardino. Caracterização físico-química de aguardentes de cana-de-açúcar produzidas na Região do Brejo Paraibano. 2019. 42f. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Engenharia de Biotecnologia e Bioprocessos, Centro de Desenvolvimento Sustentável do Semiárido, Universidade Federal de Campina Grande, Sumé – Paraíba – Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: Com o consumo de aguardente aumentando estão exigindo cada vez mais que os produtores busquem melhorar a qualidade da bebida. A cachaça é definida como um nome típico para a aguardente de cana-de-açúcar produzida no Brasil, com graduação alcoólica entre 38 a 48% para aguardente e 38 a 54% para cachaça de cana-de-açúcar. Uma boa aguardente deve ter em sua composição valores mínimos de contaminantes e congêneres, sendo estes valores estabelecidos pela legislação para garantir padrões de qualidade da bebida. O objetivo deste trabalho foi realizar um estudo qualitativo de marcas comerciais de aguardentes de cana-de-açúcar produzidas no estado da Paraíba e estudar a sua conformidade com os padrões de identidade e qualidade previstos pela legislação vigente, mediante a caracterização das amostras. Foram coletadas cinco amostras de diferentes marcas comercializadas na região, sendo avaliados os parâmetros acidez total, acidez fixa e acidez volátil, pH, extrato seco, açúcares redutores, densidade e teor alcoólico de acordo com as normas do Instituto Adolfo Lutz. Das amostras analisadas, 4 tiveram resultados dentro do padrão estabelecido pela legislação em relação ao teor alcoólico, apenas a amostra 5 apresentou teor alcoólico abaixo do limite mínimo, sendo observado um valor de 35% (v/v). Em relação a acidez volátil, apenas a amostra 5 apresentou resultado fora do padrão, sendo observado o valor de 241,98 mg.mL-1. A amostra 2 apresentou quantidade de extrato seco de 6.16 g L-1, superior ao permitido, entretanto todas as outras amostras apresentaram valores dentro do limite estabelecido pela legislação que é de 6 g.L-1. Para os outros parâmetros, todas as amostras se encontraram de acordo com os padrões. Com isso, mesmo havendo pequenas alterações, é possível afirmar que as aguardentes de cana-de-açúcar produzidas no estado da Paraíba apresentaram padronização, sendo que apenas duas amostras se encontraram com um ou dois parâmetros com valores em não conformidade com o que é exigido.
Abstract: With the consumption of brandy increasing, they are increasingly demanding that producers seek to improve the quality of the drink. Cachaça is defined as a typical name for sugarcane brandy produced in Brazil, with an alcoholic strength ranging from 38 to 48%. For brandy the graduation can vary from 38 to 54%. A good cachaça should have in its composition minimum values of contaminants and the like, being these values established by the legislation to guarantee drinking quality standards. The objective of this work was to conduct a qualitative study of commercial brands of cachaças produced and marketed in the State of Paraíba and to study their compliance with the identity and quality standards established by current legislation, through the characterization of the samples. Five samples of cachaça were collected in the region, being evaluated total acidity, fixed acidity and volatile acidity, pH, dry extract, reducing sugars, density and alcohol content according to the norms of the Adolfo Lutz Institute. From the analyzed samples, 4 had results within the standard established by the legislation in relation to the alcohol content, only sample 5 had an alcohol content below the minimum limit, and a value of 35% (v / v) was observed. In relation to volatile acidity, only sample 5 presented non-standard results, with a value of 241.98 mg.mL-1. Sample 2 presented a quantity of dry extract of 6.16 g L-1, higher than allowed, however all other samples presented values within the limit established by the legislation that is 6 g.L-1. For the other parameters, all samples met the standards. Thus, even with small changes, it is possible to state that sugarcane spirits produced in the state of Paraíba presented standardization, and only two samples met one or two parameters with values that did not comply with what was required.
Keywords: Aguardente
Cachaça
Teor alcoólico
Caracterização físico-química da cachaça
Brejo Paraibano – Cachaça
Brandy
Sugarcane liquor
Alcohol content
Physicochemical characterization of cachaça
Paraibano Marsh - Cachaça
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/8280
Appears in Collections:Curso de Engenharia de Biotecnologia e Bioprocessos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MAYSA BERNARDINO CABRAL - TCC ENG. DE BIOTECNOLOGIA E BIOPROCESSOS 2019.pdfMaysa Bernardino Cabral - TCC ENG. DE BIOTECNOLOGIA E BIOPROCESSOS 2019.1.82 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.