Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/8666
Title: Territorialização da Estratégia Saúde da Família na cidade de Aurora- CE: uma perspectiva de análise geográfica.
Other Titles: Territorialization of the Family Health Strategy in the city of Aurora- EC: a perspective of geographical analysis.
???metadata.dc.creator???: FERNANDES, Jefferson Santos.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: VASCONCELOS, Santiago Andrade.
???metadata.dc.contributor.referee1???: GALVÃO , Josias de Castro.
???metadata.dc.contributor.referee2???: MEDEIROS , Henrique Gonçalves Dantas de.
Keywords: Geografia;Território;Estratégia Saúde da Família;Aurora - CE;Geography;Territory;Family Health Strategy
Issue Date: 18-Mar-2018
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: FERNANDES, Jefferson Santos. Territorialização da Estratégia Saúde da Família na cidade de Aurora - CE: uma perspectiva de análise geográfica. 2018. 90f. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Geografia) - Centro de Formação de Professores, Universidade Federal de Campina Grande, Cajazeiras, Paraíba, Brasil, 2018.
???metadata.dc.description.resumo???: A saúde no Brasil tem experimentado mudanças significativas com a implantação do Sistema Único de Saúde (SUS). A Constituição Federal de 1988 estabeleceu a saúde como um direito universal e gratuito. Para garantir tal condição o Estado brasileiro precisou organizar-se sobre uma base territorial de modo a garantir o acesso a todo e qualquer cidadão. Neste contexto surge nos anos 1990 a Estratégia Saúde da Família (ESF) com uma proposta de reorientação do modelo assistencial antes centrado na figura do médico e do hospital. O trabalho da ESF é organizado em uma equipe multiprofissional responsável por uma população em um territórioalvo. O modo como este território é definido, no entanto, provoca algumas dúvidas e incertezas quanto ao método atualmente empregado pelos gestores e profissionais de saúde. A territorialização da atenção básica tem se pautado geralmente em processos políticosburocráticos, atendendo a exigências de órgãos e instituições que desconsideram a dinâmica do território onde interagem diversos agentes políticos na construção do seu lugar geográfico. Neste trabalho analisamos a territorialização da ESF na cidade de Aurora, estado do Ceará, tendo como recorte metodológico as Unidades Básicas de Saúde (UBS) Araçá I e II, desvendando alguns dos seus sentidos e possíveis limitações. Foram realizadas pesquisas bibliográficas e documentais, visitas in loco e entrevistas com a gestão municipal, os profissionais de saúde e as famílias territorialmente pertencentes às unidades supracitadas, resultando na produção de quadros, tabelas, mapas e ilustrações concernentes ao assunto. A pesquisa apontou que a territorialização baseou-se na contagem de pessoas e famílias por meio dos dados coletados pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) em suas microáreas como elemento condicionante para a demarcação geográfica dos serviços. A não participação da comunidade evidenciou a centralização das decisões políticas no planejamento territorial em saúde. A democratização aqui é entendida como um aspecto essencial para a consolidação da ESF, a partir do reconhecimento das formas geográficas e os usos do território pelos sujeitos que o constituem e o transformam. Assim, o que norteia o presente estudo não é a contraposição aos avanços já feitos na assistência à saúde, mas a construção de possibilidades, acreditando que a perspectiva geográfica pode agregar propostas para o trabalho da ESF sobre o território.
Abstract: Health in Brazil has experienced significant changes with the implementation of the Unified Health (SUS). The Federal Constitution of 1988 established health as a right universal and free. To guarantee this condition the Brazilian State had to organize itself on territorial base in order to guarantee access for all citizens. In this context arises in the 1990s the Family Health Strategy (FHS) with a proposal to reorient the care model previously centered on the figure of the doctor and the hospital. The work of the ESF is organized in a multiprofessional team responsible for a population in a target territory. The way this territory is defined, however, causes some doubts and uncertainties. regarding the method currently employed by managers and health professionals. THE territorialization of primary care has generally been based on bureaucratic political processes, meeting the demands of agencies and institutions that disregard the dynamics of territory where various political agents interact in the construction of their geographical place. In this paper we analyze the territorialization of the FHS in the city of Aurora, state of Ceará, having as methodological outline the Basic Health Units (BHU) Araçá I and II, unraveling some of its senses and possible limitations. Research was conducted bibliographic and documentary documents, on-site visits and interviews with the municipal health professionals and families territorially belonging to the aforementioned units, resulting in the production of tables, tables, maps and illustrations concerning the subject. THE research pointed out that territorialization was based on counting people and families through data collected by Community Health Agents (CHA) in their micro areas as conditioning factor for the geographical demarcation of services. The non-participation of community highlighted the centralization of political decisions in territorial planning in Cheers. Democratization here is understood as an essential aspect for the consolidation of the ESF, from the recognition of geographical forms and the uses of the territory by the subjects that constitute and transform it. Thus, what guides the present study is not the contrast the advances already made in health care, but the construction of possibilities, believing that the geographical perspective can add proposals for the work of the FHS on the territory.
Keywords: Geografia
Território
Estratégia Saúde da Família
Aurora - CE
Geography
Territory
Family Health Strategy
???metadata.dc.subject.cnpq???: Geografia.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/8666
Appears in Collections:Curso de Licenciatura em Geografia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JEFFERSON SANTOS FERNANDES. TCC. LICENCIATURA EM GEOGRAFIA. 2018.pdfJefferson Santos Fernandes. TCC. Licenciatura em Geografia. 2018.1.34 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.