Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9142
Title: Óleo de Buriti (Mauritia flexuosa L.) na alimentação de cabras em lactação.
Other Titles: Buriti oil (Mauritia flexuosa L.) in the feeding of lactating goats.
???metadata.dc.creator???: MORAIS, Jasiel Santos de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BEZERRA, Leilson Rocha.
???metadata.dc.contributor.advisor-co1???: SILVA, Aderbal Marcos de Azevêdo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ARAÚJO, Marcos Jácome de.
Keywords: Óleo de buriti - caprinocultura;Mauritia flexuosa L.;Cabras em lactação;Caprinocultura;Leite caprino - produção;Produção de leite caprino;Caprinocultura leiteira;Caprinos leiteiros;Digestibilidade - caprinos;Perfil de ácidos graxos - leites de cabra;Características sensociais - leite de cabra;Ácidos graxos saturados hipercolesterolêmicos - leite de cabra;Buriti Oil - Goat;Lactating goats;Goat milk - production;Dairy goat farming;Digestibility - Goats;Fatty Acid Profile - Goat Milks;Sensocial Features - Goat Milk;Hypercholesterolemic Saturated Fatty Acids - Goat Milk
Issue Date: 29-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: MORAIS, Jasiel Santos de. Óleo de Buriti (Mauritia flexuosa L.) na alimentação de cabras em lactação. 2016. 79f. (Dissertação de Mestrado em Zootecnia), Programa de Pós-graduação em Zootecnia, Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande - Patos - Paraíba - Brasil, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: Objetivou-se avaliar a inclusão em diferentes níveis de óleo de buriti sobre o consumo, digestibilidade dos nutrientes, produção, composição, perfil de ácidos graxos do leite e características sensoriais do leite de cabras. Foram utilizados dois Quadrados Latinos simultâneos (4 x 4), em que os animais foram distribuídos aleatoriamente, compostos de quatro períodos, e quatro níveis de óleo de buriti (0,00; 1,50; 3,00 e 4,50% na MS) em substituição ao milho moído no concentrado. As dietas foram formuladas para atender as exigências nutricionais de caprinos leiteiros (NRC, 2007), constituída de 50% de silagem de milho, e o restante de farelo de soja, farelo de milho, ureia pecuária, calcário calcítico e núcleo mineral. Cada período experimental foi composto de 20 dias, quinze dias para adaptação dos animais à dieta, e cinco dias para as coletas dos dados. As cabras foram alimentadas duas vezes ao dia, logo após a ordenha (8:00 e 17:30 horas). Foram coletados dados para a determinação do consumo e digestibilidade dos nutrientes e produção leite das cabras. Para o leite, foram coletadas amostras para determinar a composição química e perfil de ácidos graxos, e ainda, análise sensorial do leite. As amostras de leite para analise do perfil de ácidos graxos e sensorial armazenados em freezer a -20ºC, para posterior análise. Foram analisadas as concentrações dos perfis dos ácidos graxos saturados, de cadeia curta, média e longa, e insaturados, índice de aterogenecidade, atividade enzimática da ∆9-dessaturase do C16 e C18, da gordura do leite das cabras, análise sensorial do leite, quanto a aceitação, odor, sabor e cor.O consumo de matéria seca, proteína bruta, fibra em detergente neutro e a fibra em detergente ácido, carboidratos totais, carboidratos não-fibrosos e nutrientes digestíveis totais não foram afetados pelos os níveis de óleo na dieta. Entretanto, o consumo de extrato etéreo (P <0,0001) teve um aumento de 100% da dieta das cabras. A digestibilidade da matéria seca, proteína bruta foram semelhantes entre os níveis de óleo de buriti. Todavia, houve aumento linear na digestibilidade do extrato etéreo (P = 0,015), o que pode ter contribuído para a redução quadrática na digestibilidade da fibra em detergente neutro (P = 0,013), e as reduções lineares dos carboidratos totais (P = 0,0185) e não-fibrosos (P = 0,0407) com óleo de buriti na alimentação das cabras. A produção, produção corrigida para 4% de gordura e produção para sólidos totais, composição química do leite de cabras não foi influenciada pelos os níveis de óleo de buriti, no entanto, houve uma tendência no aumento da concentração de gordura do leite e na eficiência alimentar das cabras. O óleo de buriti na alimentação das cabras reduziu linearmente os ácidos graxos saturados hipercolesterolêmicos, tais como C12:0 (P<0,0001) e C14:0 (P<0,0001), assim como o índice de aterogenecidade (P<0,0001). Em contrapartida, os ácidos graxos C18:0 (P=0,0012), C18:1c9 (P=0,0035) tiveram aumento linear entre os níveis de óleo avaliados. No entanto, o ácido graxo C18:2c9t11 (P<0,0001) teve comportamento quadrático com a produção máxima observada 0,62 g/100 g de gordura no nível de 1,5% de óleo de buriti. As características sensoriais do leite não foram (P>0,05) alteradas pelos níveis de óleo de buriti. O óleo de buriti em até 4,5% na matéria seca, aumenta o consumo e a digestibilidade do extrato etéreo na dieta das cabras, e reduz quadraticamente a digestibilidade da fibra detergente neutro e de forma linear os carboidratos totais e carboidratos não-fibrosos, sem contudo, modificar o consumo e digestibilidade dos demais nutrientes. A inclusão de óleo de buriti até 4,5% não altera a produção e constituintes do leite, perfil sensorial do leite das cabras. Todavia, Recomenda-se o uso de óleo de buriti em até 1,5% na MS, em substituição ao milho moído para máxima produção de ácido linoleico conjugado no leite das cabras.
Abstract: This study aimed to evaluate the inclusion in different Buriti oil levels on intake, digestibility, production, composition, fatty acid profile of milk and sensory characteristics of goat milk. Two Latin square (4 x 4) were used, where the animals were randomized, four-period compounds, and four levels of buriti oil (0.00; 1.50; 3.00 and 4.50% in DM) replacing ground corn in the concentrate. The diets were formulated to meet the nutritional requirements of dairy goats, consisting of 50% corn silage and soybean meal remaining, corn bran, livestock urea, limestone and mineral core. Each trial consisted of 20 days, fifteen days to adapt the animals to the diet and five days for data collection. The goats were fed twice daily immediately after milking (8:00 and 17:30). Data were collected for the determination of consumption and digestibility of nutrients and milk production from goats. For the milk, samples were collected to determine the chemical composition and profile of fatty acids, and also sensory analysis of milk. The milk samples for analysis of fatty acids and sensory profile were stored in a freezer at -20 °C for further analysis. The concentration profiles were analyzed from saturated fatty acids, short, medium and long chain and unsaturated aterogenecity index, enzymatic activity of Δ9 desaturase of C16 and C18, the fat of goats milk, milk sensory analysis, as acceptance, odor, flavor and color. The intake of dry matter, crude protein, neutral detergent fiber and acid detergent fiber, total carbohydrates, non-fibrous carbohydrates and total digestible nutrients were not affected by the oil levels in diet. However, the ether extract intake (P <0.0001) increased by 100% in the diet of goats. The digestibility of dry matter, crude protein were similar between the Buriti oil levels. However, there was a linear increase in the digestibility of ether extract (P = 0.015), which may have contributed to the quadratic reduction in fiber digestibility of neutral detergent (P = 0.013), and the linear reduction of total carbohydrates (P = 0.0185) and non-fibrous (P = 0.0407) with buriti oil in feeding the goats. The production yield corrected for 4% fat and production to total solids, the chemical composition of goat milk was not influenced by the Buriti oil levels, however, there was a trend in increasing the concentration of milk fat and efficiency feed the goats. The buriti oil in the feed goats linearly reduced hypercholesterolemic saturated fatty acids such as C12:0 (P <0.0001) and C14:0 (P <0.0001) as well as aterogenecidyy index (P <0.0001). In contrast, the fatty acids C18:0 (P = 0.0012), C18:1C9 (P = 0.0035) showed a linear increase of the levels of this oil. However, the fatty acid C18:2c9t11 (P <0.0001) showed a quadratic behavior with the maximum production observed 0.62 g / 100 g fat level of 1.5% Buriti oil. The sensory characteristics of milk were not (P> 0.05) changed the Buriti oil levels. Buriti oil in up to 4.5% of dry matter increases the intake and digestibility of ether extract in the diet of goats, and quadratically reduces the digestibility of neutral detergent fiber and linearly total carbohydrates and non-fibrous carbohydrates, without, however, modify the intake and digestibility of the other nutrients. The inclusion of Buriti oil to 4.5% does not alter the production and milk components, sensory profile of goat milk. However, it is recommended to use Buriti oil to 1.5% DM, replacing ground corn for maximum production of conjugated linoleic acid in milk of goats.
Keywords: Óleo de buriti - caprinocultura
Mauritia flexuosa L.
Cabras em lactação
Caprinocultura
Leite caprino - produção
Produção de leite caprino
Caprinocultura leiteira
Caprinos leiteiros
Digestibilidade - caprinos
Perfil de ácidos graxos - leites de cabra
Características sensociais - leite de cabra
Ácidos graxos saturados hipercolesterolêmicos - leite de cabra
Buriti Oil - Goat
Lactating goats
Goat milk - production
Dairy goat farming
Digestibility - Goats
Fatty Acid Profile - Goat Milks
Sensocial Features - Goat Milk
Hypercholesterolemic Saturated Fatty Acids - Goat Milk
???metadata.dc.subject.cnpq???: Zootecnia.
Ciência Animal.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9142
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Animal (Patos).

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JASIEL SANTOS DE MORAIS - DISSERTAÇÃO PPGCA 2016.pdfJasiel Santos de Morais - Dissertação PPGCA 20161.18 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.