Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9195
Title: A alocação de emendas individuais ao orçamento dos deputados estaduais da Paraíba e Minas Gerais e sua conexão eleitoral.
Other Titles: The allocation of individual amendments to the budget of Paraíba and Minas Gerais state deputies and their electoral connection.
???metadata.dc.creator???: OLIVEIRA FILHO, José João Correia de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SOARES, Kelly Cristina Costa.
???metadata.dc.contributor.referee1???: MELO, Clóvis Alberto Vieira de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: PESSOA JÚNIOR, José Raulino Chaves.
Keywords: Relação Executivo-Legislativo;Geografia do Voto;Comportamento Parlamentar;Executive-Legislative Relationship;Vote Geography;Parliamentary Behavior
Issue Date: 30-Sep-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: OLIVEIRA FILHO, J. J. C. de. A alocação de emendas individuais ao orçamento dos deputados estaduais da Paraíba e Minas Gerais e sua conexão eleitoral. 2019. 123 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Pós-Graduação em Ciência Política, Centro de Humanidades, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho investiga se existe relação entre o desempenho eleitoral dos deputados estaduais e a apresentação de emendas individuais ao orçamento estadual nos estados de Minas Gerais e da Paraíba, nas últimas duas legislaturas. Nessa perspectiva, foram utilizados mapas no intuito de sobrepor em camadas emendas e percentual de votos de cada deputado, com o objetivo de verificar como se deu a alocação das emendas de cada um em contraste com seu padrão de votação. Dessa forma, pôde-se verificar, em síntese, três tipos diversos de comportamento parlamentar: o deputado aloca os recursos orçamentários de forma majoritária em seus redutos eleitorais; o deputado aloca os recursos em seus redutos, porém busca colocá-los também em outros municípios na busca de novos apoiadores; não há relação alguma entre a alocação dos recursos, que é feita de forma difusa pelo distrito, e a votação do deputado. Em seguida, através de testes estatísticos, verificou-se inicialmente se a distribuição espacial dos votos de um deputado influencia a alocação das emendas individuais ao orçamento. Esses dados se referem às eleições de 2010 e 2014, e com relação as emendas, às legislaturas que se seguem a essas eleições. Verifica-se no estudo que há uma fraca correlação entre emendas e votos para os dois estados, porém não se deve refutar de forma absoluta o componente distributivista do sistema político brasileiro em virtude de existir uma conexão eleitoral multifacetada no país, com a emissão de incentivos partidários e de incentivos distributivistas.
Abstract: This paper investigates the relationship between the electoral performance of state deputies and the presentation of individual amendments to the budget in the states of Minas Gerais and Paraíba in the last two legislatures. In this perspective, maps constructed were used to overlap in layers amendments and votes’ percentage of each deputy, in order to verify how the amendments’ allocation of each one was made in contrast to their voting pattern. Therefore, it was possible to summarize three different types of parliamentary behavior: the deputy allocates budget resources in his electoral strongholds; allocates resources in his strongholds, but also seeks to place them in other locations in search of new supporters; there is no relationship between resource allocation, which is scattered by the district, and deputy voting. Then, through statistical tests, it was initially checked whether the spatial distribution of a deputy's votes influences the allocation of individual amendments to the budget. These data refer to the 2010 and 2014 elections, and with respect to the amendments, to the legislatures that follow these. Finally, we sought to measure whether the allocation of amendments in the municipalities is capable of positively influencing the electoral success of candidates in the elections following their presentation. We found in the study that is a weak correlation between amendments and votes for the two states, but this should not absolutely refute the distributivist component of the Brazilian political system because there is a multifaceted electoral connection in the country, with the issuance of partisan and distributive incentives.
Keywords: Relação Executivo-Legislativo
Geografia do Voto
Comportamento Parlamentar
Executive-Legislative Relationship
Vote Geography
Parliamentary Behavior
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciência Política
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9195
Appears in Collections:Mestrado em Ciência Política

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOSÉ JOÃO CORREIA DE OLIVEIRA FILHO - DISSERTAÇÃO (PPGCP) 2019.pdf15.42 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.