Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9225
Title: Prevalência de parasitoses em pacientes atendidos no Hospital Universitário Alcides Carneiro – Campina Grande.
Other Titles: Prevalência de parasitoses em pacientes atendidos no Hospital Universitário Alcides Carneiro - Campina Grande.
???metadata.dc.creator???: LIMA, Laize Soares de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BARBOSA, Vanessa Santos de Arruda.
???metadata.dc.contributor.referee1???: MEDEIROS, Karis Barbosa Guimarães.
???metadata.dc.contributor.referee2???: CHAGAS, Fernanda das.
Keywords: Doenças parasitárias;Diagnóstico coproparasitológico;Prevalência;Parasitic Diseases;coproparasitological diagnosis;Epidemiology
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: LIMA, Laize Soares de. Prevalência de parasitoses em pacientes atendidos no Hospital Universitário Alcides Carneiro – Campina Grande. 2014. 52 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Farmácia, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: As infecções parasitárias são características de países subdesenvolvidos e/ou em desenvolvimento e representa um grande problema social e de saúde pública. No Brasil os índices dessas infecções são relativamente altos, devido à falta de saneamento básico, de água potável e de educação sanitária representando um fator de risco para as populações, principalmente as de baixo poder econômico. O presente trabalho levantou a prevalência de parasitoses em pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínica do Hospital Universitário Alcides Carneiro- Campina Grande. Tratou-se de um estudo do tipo descritivo onde se analisou os resultados dos exames coproparasitológicos, realizados no período de agosto de 2013 a janeiro de 2014, por meio de coleta de informações obtidas do banco de dados do laboratório e analisadas utilizando-se o programa estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Sciences). A prevalência de parasitoses na população estudada foi de 27,07% para pelo menos um parasita, sendo que 71,8% encontravam-se parasitados por mais de uma espécie. Os parasitas encontrados foram: Entamoeba coli (82,2%), Entamoeba histolytica (61,4%), Ascaris lumbricoides (32%), Giardia lamblia (3,3%), Himenolepis nana (2,9%), Strongyloides stercoralis (2,5%), Trichuris trichiuria (2,1%), Enterobius vermiculares (2,1%) e Ancilostomidae (0,8%). A faixa etária que apresentou maior prevalência foi a de 40 a 59 anos. No gênero feminino foi observado maior percentual de pessoas parasitadas. Quanto às associações parasitárias observou-se uma prevalência de biparasitismo com maior frequência entre Entamoeba coli e Entamoeba histolytica (44,39%). A maior parte dos pacientes atendidos foi do ambulatório. Os bairros de maior prevalência foram Bodocongó, Centenário, José Pinheiro, Liberdade, Malvinas, Pedregal, Ramadinha e Santa Rosa. Medidas sanitárias, educacionais e médicas podem ser sugeridas com base no conhecimento destes dados visando uma política de saúde que priorize a prevenção e o tratamento para o controle das enteroparasitoses.
Abstract: Parasitic infections are characteristic of underdeveloped and / or development countries and represents a major social problem and public health. In Brazil the rates of these infections are relatively hig, due to lack of sanitation, drinking water and health education, representing a risk factor for the population, especially those of low economic power. This work raised the prevalence of parasitic infections in patients treated at the Laboratory of Clinical Analyses of Hospital Universitário Alcides Carneiro - Campina Grande. This is a descriptive study which examined the results of coproparasitological diagnosis, conducted from August 2013 to January 2014 , by means of collecting information obtained from the database of the laboratory and analyzed using the program SPSS statistical. The prevalence of parasitic infections in the study population was 27.07 % for at least one parasite, and 71.8 % were parasitized by more than one species. The parasites were: Entamoeba coli (82.2%), Entamoeba histolytica (61.4%), Ascaris lumbricoides (32%), Giardia lamblia (3.3%), Himenolepis nana (2.9%), Strongyloides stercoralis (2.5%) , Trichuris trichiuria (2.1%), Enterobius vermicularis ( 2.1%) and Ancilostomidae ( 0.8%). The age group with the highest prevalence was 40-59 years. In females greater percentage of parasitized individuals was observed. Regarding parasitic associations observed a prevalence of biparasitismo more frequently between Entamoeba histolytica and Entamoeba coli (44.39 % ). Most of the patients was ambulatory. The districts with the highest prevalence were Bodocongó, Centenário, José Pinheiro, Liberdade, Malvinas, Pedregal , Ramadinha and Santa Rosa . Health, educational and medical measures can be suggested based on the knowledge of these data regarding a health policy that prioritizes prevention and treatment for the control of intestinal parasites.
Keywords: Doenças parasitárias
Diagnóstico coproparasitológico
Prevalência
Parasitic Diseases
coproparasitological diagnosis
Epidemiology
???metadata.dc.subject.cnpq???: Parasitologia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9225
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LAIZE SOARES DE LIMA - TCC FARMÁCIA 2014.pdfLAIZE SOARES DE LIMA - TCC FARMÁCIA 20141.02 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.