Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9276
Title: Avaliação do hemograma e imunofenotipagem na leucemia linfóide aguda em crianças: uma revisão da literatura.
Other Titles: Evaluation of blood count and immunophenotyping in acute lymphoid leukemia in children: a review of literature.
???metadata.dc.creator???: COSTA, Ianny Larissa Figueiredo da.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: LEON, Carlos Márcio Moura Ponce de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: LIMA, Igara Oliveira.
???metadata.dc.contributor.referee2???: OLIVEIRA, Wylly Araújo de.
Keywords: Leucemia Linfóide Aguda em Crianças;Imunofenotipagem;Hemograma na LLA infantil;Acute Lymphoblastic Leukemia in Children;Immunophenotyping;CBC in infant ALL
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: COSTA, Ianny Larissa Figueiredo da. Avaliação do hemograma e imunofenotipagem na leucemia linfóide aguda em crianças: uma revisão da literatura. 2014. 53 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Farmácia, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: A Leucemia Linfóide Aguda (LLA), é uma proliferação neoplásica que acomete blastos de características linfóides. A LLA apresenta como principais sintomas febre e cansaço, que são similares a sintomas de diversas doenças comuns em crianças, o que dificulta o diagnóstico clínico. Desta forma, o diagnóstico laboratorial é indispensável para confirmação da LLA, conduzindo o paciente para o tratamento adequado. O hemograma é o exame rotineiro que direciona o diagnóstico diferencial, que é realizado por caracterização morfológica, citogenética e imunofenotípica. O presente trabalho teve como objetivo realizar uma pesquisa bibliográfica a fim de identificar as possíveis alterações encontradas no hemograma de crianças com LLA, assim como características imunofenotípicas envolvidas na doença. Durante a revisão foram encontrados, nos bancos de dados CAPES e SCIELO, artigos publicados de 2004 a 2014, compreendendo um período de 10 anos. As principais alterações no hemograma encontradas em crianças com LLA foi leucocitose, plaquetopenia e baixos índices de hemoglobina. Em relação à imunofenotipagem, a LLA de precursor B apresentou uma prevalência significativa em relação à LLA de precursor T, com um frequência em média de 76% e 24%, respectivamente. O subtipo mais frequente encontrado foi o LLA-BII (em média 54% dos casos). Na caracterização da LLA-B, marcadores como CD10, CD20, CD22, CD19, CD45 e cyCD79a, se repetiram ente os artigos. Já na caracterização de LLA-T, CD7, CD4, CD5, CD2, CD3, cyCD3 e CD8 foram marcadores comuns encontrados entre os autores. Desta forma, os dados obtidos mostram que o hemograma possui parâmetros que conseguem direcionar o diagnóstico da LLA, e a imunofenotipagem é um método eficaz para a confirmação deste diagnóstico, assim como também o monitoramento da doença.
Abstract: The Leukemia Acute Lymphoblastic (ALL) is a neoplastic proliferation of lymphoid blasts affecting characteristics. The LLA has major symptoms as fever and fatigue, which are similar to symptoms of many common diseases in children, which complicates the clinical diagnosis. Thus, the laboratory diagnosis is essential for confirmation of ALL, leading the patient to the appropriate treatment. The CBC is a routine exam that directs the differential diagnosis, which is performed by morphological, cytogenetic, and immunophenotypic characterization. The present study aimed to perform a literature search to identify possible changes found in the blood count of children with ALL, and immunophenotypic characteristics involved in the disease. During the review were found on the banks of CAPES and SCIELO articles that supported the theme comprehensively and clearly, published from 2004 to 2014, comprising a period of 10 years data. The main changes in the blood count found in children with ALL was leukocytosis, thrombocytopenia and low hemoglobin levels. Regarding immunophenotyping, ALL precursor B showed significant prevalence compared to T ALL precursor with an average frequency of 76% and 24%, respectively. The most common types was LLA-BII (on average 54% of cases). In characterizing the LLA-B, as markers CD10, CD20, CD22, CD19, CD45 and cyCD79a, is being repeated items. Have the characterization of T-ALL, CD7, CD4, CD5, CD2, CD3, CD8 and cyCD3 common markers were found among the authors. Thus, the data obtained show that the CBC has parameters that can direct the diagnosis of ALL, and immunophenotyping is an effective method to confirm this diagnosis, as well as monitoring disease.
Keywords: Leucemia Linfóide Aguda em Crianças
Imunofenotipagem
Hemograma na LLA infantil
Acute Lymphoblastic Leukemia in Children
Immunophenotyping
CBC in infant ALL
???metadata.dc.subject.cnpq???: Hematologia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9276
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
IANNY LARISSA FIGUEIREDO DA COSTA - TCC FARMÁCIA 2014.pdfIANNY LARISSA FIGUEIREDO DA COSTA - TCC FARMÁCIA 20141.22 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.