Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9355
Title: A obesidade como fator de risco para o desenvolvimento de diabetes mellitus: uma revisão bibliográfica.
Other Titles: Obesity as a risk factor for development of diabetes mellitus: a bibliographic review.
???metadata.dc.creator???: SOARES, Graco Xerxes de Medeiros.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: OLIVEIRA, Maria Elieidy Gomes de.
???metadata.dc.contributor.referee1???: SANTOS, Camila Carolina de Menezes Patrício.
???metadata.dc.contributor.referee2???: PEREIRA, Fillipe de Oliveira.
Keywords: Obesidade;Resistência insulínica;Diabetes mellitus tipo 2;Terapia não farmacológica;Exercício físico;Hábitos alimentares adequados;Obesity;Insulin resistance;Type 2 diabetes mellitus;Non-pharmacologic therapy;Exercise;Proper eating habits
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: SOARES, Graco Xerxes de Medeiros. A obesidade como fator de risco para o desenvolvimento de diabetes mellitus: uma revisão bibliográfica. 2014. 44 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Farmácia, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: O sedentarismo, as mudanças e transições demográficas, socioeconômicas e a constante persistência nos hábitos alimentares, com características ocidentais, tornaram a obesidade uma doença comum entre a população mundial. Este fato é preocupante, já que o excesso de gordura corporal, principalmente abdominal, está diretamente relacionado com alterações do perfil lipídico, com o aumento da pressão arterial e a hiperinsulinemia. A obesidade está sendo considerada uma epidemia mundial, presente tanto em países desenvolvidos como em desenvolvimento e o aumento de sua incidência está distribuído em quase todas as raças e sexos. Existe uma relação significante entre obesidade e os casos totais de morbidade decorrentes das consequências patológicas causadas pela mesma. Dentre as doenças prevalentes associadas, o maior risco é para o desenvolvimento de Diabetes Mellitus (DM).Sabe-se que a obesidade é fonte de muitas investigações e estudos científicos, sendo assim, é de extrema importância que os estudantes e profissionais da saúde tentem promover a prevenção e o tratamento da mesma, tentando eliminar assim o aparecimento de doenças secundárias. A obesidade e, associada a ela, a resistência à insulina e o consequente desenvolvimento de Diabetes Mellitus tipo 2 (DM 2) estão descritos nesse trabalho, o qual tem por objetivo identificar, através de uma revisão na literatura, a relação existente entre a obesidade e como esta pode levar a um quadro de DM, na repercussão desta alteração no organismo e a terapêutica não farmacológica existente. O presente trabalho visa, ainda, verificar como a prática de atividade física e a educação alimentar contribuem para a redução considerável do desenvolvimento de obesidade e, consequentemente, de doenças secundárias oriundas da mesma. Para tanto, foi feita uma revisão da literatura, na qual os dados foram obtidos na base de dados online LILACS, SCIELO, MEDILINE, PUBMED, Periódico Capes, de onde foram selecionados artigos científicos de periódicos nacionais e internacionais, utilizando os termos descritores: obesidade, obesidade na adolescência, diabetes mellitus, diabetes em obesos, prática de atividade física para reduzir a obesidade, reeducação alimentar em diabéticos. Além disso, o tema do presente trabalho foi pesquisado em livros de Farmacologia, Bioquímica e Nutrição. Foram selecionados trabalhos, de idioma inglês e português, publicados nos últimos 20 anos. O estudo permitiu estudar tais doenças isoladas e posteriormente um estudo múltuo, onde procurou entender como uma doença pode proporcionar o desenvolvimento da outra. Desta forma, foi possível concluir que práticas de baixo custo e fáceis de serem executadas, como o exercício físico regular e a orientação alimentar adequada, como diminuição do consumo de gorduras saturadas e açucares e o aumento do consumo de fibras, fazem parte da terapêutica não farmacológica, sendo importantes meios de tratamento da obesidade e da DM 2, atuando no metabolismo energético e promovendo um aumento da sensibilidade do receptor à glicose (insulina).
Abstract: A sedentary lifestyle, and demographic changes, socioeconomic transitions and steady persistence in eating habits, with western characteristics, made obesity a common disease among the global population . This is alarming, since excess body fat, especially abdominal, is directly related to changes in lipid profile with increased blood pressure and hyperinsulinemia. Obesity is a worldwide epidemic and is considered present in both developed and developing countries, and the increase their incidence is distributed in almost all races and genders. There is a significant relationship between obesity and total cases of morbidity resulting from pathological consequences caused by it. Among the prevalent diseases associated with the greatest risk is for development of diabetes mellitus (DM). It is known that obesity is a source of many investigations and scientific studies, it is therefore of utmost importance that students and health professionals try to promote the prevention and treatment of the same, trying to eliminate the appearance of secondary diseases. Obesity and associated therewith, insulin resistance and the subsequent development of type 2 diabetes (DM2) are described in this work, which aims to identify, through a literature review, the relationship between obesity and as this may lead to the development of DM, the impact of this change in the body and the existing non-pharmacological therapy. This study also aims to determine how physical activity and nutrition education contribute to the considerable reduction in the development of obesity and, consequently, secondary diseases arising thereof. Therefore, a literature review was conducted, in which the data were obtained from the online database LILACS, SciELO, PubMed, Journal Capes, where scientific papers in national and international journals were selected, using the terms descriptors: obesity, obesity adolescence, diabetes mellitus, diabetes in obese, physical activity to reduce obesity, nutritional education in diabetics. Moreover, the theme of this work has been researched in books Pharmacology, Biochemistry and Nutrition. Studies, English and Portuguese language, published in the last 20 years were selected. The study allowed us to study these diseases isolated and subsequently, a mutual study, which aimed to understand how a disease can provide the development of another. Thus, it was concluded that practical of the low cost and easy to perform, such as regular exercise and proper nutritional guidance, such as reduced intake of saturated fats and sugars and increasing intake of fiber, part of the non-pharmacological therapy, being important means of treating obesity and DM2, acting in energy metabolism and promoting increased receptor sensitivity to glucose (insulin).
Keywords: Obesidade
Resistência insulínica
Diabetes mellitus tipo 2
Terapia não farmacológica
Exercício físico
Hábitos alimentares adequados
Obesity
Insulin resistance
Type 2 diabetes mellitus
Non-pharmacologic therapy
Exercise
Proper eating habits
???metadata.dc.subject.cnpq???: Farmácia
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9355
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Farmácia

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GRACO XERXES DE MEDEIROS SOARES - TCC FARMÁCIA 2014.pdfGRACO XERXES DE MEDEIROS SOARES - TCC FARMÁCIA 2014550.52 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.