Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/958
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creator.IDNUNES, J. T.pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6798012572656660pt_BR
dc.contributor.advisor1FIGUEIRÊDO, Rossana maria Feitosa de.-
dc.contributor.advisor1IDFIGUEIRÊDO, R. M. F.pt_BR
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8559146085477218pt_BR
dc.contributor.advisor2QUEIROZ, Alexandre José de Melo.-
dc.contributor.referee1SILVA, Flávio Luiz Honorato da.-
dc.contributor.referee2SILVA, Vimário Simões.-
dc.description.resumoCom o intuito de aproveitar o fruto do mandacaru produzido na região semiárida do Nordeste visando à produção de polpas e sucos, o presente trabalho teve como objetivo determinar as principais propriedades termofísicas, massa específica, condutividade térmica, difusividade térmica e calor específico, além do comportamento reológico das polpas integral e concentradas do fruto do mandacaru até os teores de 35 e 56 °Brix. A massa específica foi determinada pelo método picnométrico; para a difusividade térmica utilizou-se o método do cilindro infinito de Dickerson; o valor do calor específico foi obtido usando através do método das misturas e a condutividade térmica foi calculada por método indireto. Equações propostas em literatura também foram utilizadas para estimar as propriedades termofísicas. Os dados reológicos foram determinados utilizando-se um viscosímetro Brookfield e os modelos de Casson, Ostwald-de-Waelle e Herschel-Bulkley, ajustados aos dados experimentais, ressaltando-se que o último modelo foi o que proporcionou os melhores ajustes. As polpas com a concentração de 12 °Brix apresentaram comportamento não-newtoniano do tipo dilatante; no entanto, as polpas com concentrações de 35 e 56 °Brix apresentaram comportamento não newtoniano do tipo pseudoplástico. A viscosidade foi influenciada pela concentração e temperatura. A polpa integral do fruto do mandacaru foi considerada um alimento ácido, com baixo conteúdo mineral, alto teor de umidade e de atividade de água, com predominância da intensidade de amarelo. As propriedades termofísicas se mantiveram em faixa esperada para polpas de frutas. A massa específica aumentou com o aumento do teor de sólidos solúveis totais e o calor específico e a difusividade térmica diminuíram com o aumento da concentração. Das equações utilizadas para estimar a massa específica, calor específico, difusividade térmica e condutividade térmica, apenas as referentes a massa específica podem ser consideradas razoáveis para todas as amostras, com erros abaixo de 20%.pt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentCentro de Tecnologia e Recursos Naturais - CTRNpt_BR
dc.publisher.programPÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA AGRÍCOLApt_BR
dc.publisher.initialsUFCGpt_BR
dc.titleComportamento reológico e propriedades termofísicas da polpa do fruto do mandacaru.pt_BR
dc.date.issued2011-09-
dc.description.abstractIn order to make better use of mandacaru fruit grown in the semiarid Northeast of Brazil for pulp and fruit production, this study sought to determine the main thermophysical properties, density, thermal conductivity and specific heat capacity, in addition to rheological behavior of whole and concentrated mandacaru fruit pulp up to a content of 35 and 56 °Brix. Density was determined by the pycnometric method; the Dickerson infinite cylinder method was used for thermal diffusivity; the heat capacity value was obtained by the method of mixtures and thermal conductivity by the indirect method. Equations proposed in the literature were also applied to estimate thermophysical properties. Rheological data were determined using a Brookfield viscometer and Casson, Ostwald-de-Waelle and Herschel-Bulkley models, fit to experimental data, with the last model exhibiting best fit. Pulps with a concentration of 12 °Brix showed dilatant non- Newtonian behavior; however, those with concentrations of 35 and 56 °Brix displayed pseudoplastic non-Newtonian behavior. Viscosity was influenced by concentration and temperature. Mandacaru whole fruit pulp, predominantly yellow, was considered acidic, with low mineral content, high moisture content and water activity. Thermophysical properties were in the expected range for fruit pulp. Density increased with a rise in soluble solid content, while heat capacity and thermal diffusivity decreased with increased concentrations. Of the equations used to estimate density, heat capacity, thermal diffusivity and thermal conductivity, only those related to density are adequate for ali samples, with an error of less than 20%.pt_BR
dc.identifier.urihttp://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/958-
dc.date.accessioned2018-06-13T13:06:26Z-
dc.date.available2018-11-13-
dc.date.available2018-06-13T13:06:26Z-
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.subjectCondutividade térmica.pt_BR
dc.subjectDifusidade térmica.pt_BR
dc.subjectViscosidade.pt_BR
dc.subjectMassa específica.pt_BR
dc.subjectCalor específico.pt_BR
dc.subjectPropriedades termofísicas.pt_BR
dc.subjectComportamento reológico.pt_BR
dc.subjectThermal conductivity.  pt_BR
dc.subjectThermal diffusion.  pt_BR
dc.subjectViscosity.  pt_BR
dc.subjectEspecific mass.  pt_BR
dc.subjectSpecific heat.  pt_BR
dc.subjectThermophysical properties.  pt_BR
dc.subjectRheological behavior.pt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.creatorNUNES, João Tavares.-
dc.publisherUniversidade Federal de Campina Grandept_BR
dc.languageporpt_BR
dc.relation.referencesNUNES, João Tavares. Comportamento reológico e propriedades termofísicas da polpa do mandacaru. 2011. 113f. Programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola, Centro de Tecnologias e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande – Paraíba – Brasil, 2011.pt_BR
dc.title.alternativeRheological behavior and thermophysical properties of mandacaru fruit pulp.pt_BR
dc.identifier.citationNUNES, João Tavares. Comportamento reológico e propriedades termofísicas da polpa do mandacaru. 2011. 113f. (Dissertação de Mestrado em Engenharia Agrícola), Programa de Pós-graduação em Engenharia Agrícola, Centro de Tecnologias e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande – Paraíba – Brasil, 2011.pt_BR
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia Agrícola.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOÃO TAVARES NUNES - DISSERTAÇÃO PPGEA 2011..pdf10.83 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.