Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9601
Title: Resiliência socioecológica com foco às formas de acesso e utilização dos recursos hídricos: uma proposta de framework e aplicação no município de Campina Grande-Pb.
Other Titles: Socioecological resilience focusing on ways of access and use of water resources: a proposal of framework and application in the city of Campina Grande - Pb.
???metadata.dc.creator???: CABRAL, Laíse do Nascimento.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: CANDIDO, Gesinaldo Ataíde.
???metadata.dc.contributor.referee1???: MIRANDA, Lívia Izabel Bezerra de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: ARAÚJO, Sergio Murilo Santos de.
???metadata.dc.contributor.referee3???: MARTINS, Maria de Fátima.
???metadata.dc.contributor.referee4???: SOUTO MAIOR, Monica Maria.
Keywords: Recursos Hídricos;Expansão Urbana;Resiliência Socioecológica;Framework;Análise;Water Resources;Urban Expansion;Socioecological Resilience;Analyze
Issue Date: Mar-2019
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: CABRAL, L. N. Resiliência socioecológica com foco às formas de acesso e utilização dos recursos hídricos: uma proposta de framework e aplicação no município de Campina Grande - Pb. 2019. 241 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2019.
???metadata.dc.description.resumo???: Este trabalho traz discussões inerentes às construções urbanas em um de seus cunhos mais abrangentes chamado de expansão urbana e as formas de acesso e utilização dos recursos hídricos, fenômeno que se encontra inserido dentro do campo da urbanização e que tem causado transformações no espaço urbano. Tais mudanças circundam as mazelas sociais e econômicas, desembocando em transtornos ao meio natural, formulando assim um histórico de vulnerabilidades socioambientais para o meio urbano e por conseguinte, menor resiliência socioecológica urbana. Diante desse contexto, este trabalho tem por objetivo analisar a capacidade de resiliência socioecológica urbana (CRSU) da população de Campina Grande – PB, em situação de menor nível de resiliência socioecológica urbana decorrente do processo de expansão urbana com foco no acesso e nas formas de uso dos recursos hídricos. Nesse contexto, a pesquisa buscou propor um framework para cálculo e análise da resiliência socioecológica urbana (RSU) que levasse em consideração as leituras urbanísticas do lugar e as diversas realidades locais. Para seu desenvolvimento, foi utilizado como objeto de estudo os cinquenta bairros da cidade de Campina Grande. Como proposta metodológica para o estudo foram utilizadas três linguagens – a quantitativa, a cartográfica e a qualitativa, para expressar e comunicar melhor todas as informações e dados. Como base de referencial teórico foram utilizados autores como Holling (1973), Adger (2000), dentre muitos outros, para a escolha dos indicadores, dos quais foram escolhidos trinta e nove indicadores referentes as questões econômicas, sociais e ambientais sob o ângulo de acesso e uso da água. Os indicadores foram validados, através de conversas com o gerente executivo da CAGEPA sede Campina Grande e com técnicos em recursos hídricos da AESA. A pesquisa traduz-se como qualiquantitativa numa abordagem reflexiva. A metodologia utilizada é a descritiva e exploratória, a qual consiste em reunir o maior número de informações detalhadas apropriando-se de diferentes técnicas de pesquisa visando apreender situações e descrever a complexidade de um fato. Para a análise qualitativa, adotou-se a análise de conteúdo (PÊCHEUX, 2008). Esse sistema de avaliação permite avaliar para conhecer as condições da resiliência socioecológica em meio a escassez hídrica nas cidades e das fragilidades existentes nos ecossistemas urbanos, demonstrando que a resiliência socioecológica da população de Campina Grande, é resultado da espacialização e distribuição dos serviços urbanos básicos e prioritários como água e saneamento básico e do quantitativo das chuvas, o qual fornece boas condições hídricas de demanda, disponibilidade e potencialidade dos recursos hídricos.
Abstract: This work brings discussions inherent to urban constructions in one of its most comprehensive ways called urban expansion and the ways of access and use of water resources, a phenomenon that is inserted within the field of urbanization and has caused transformations in urban space. These changes surround the social and economic problems, leading to disruption to the natural environment, thus formulating a history of socio-environmental vulnerabilities for the urban environment and, consequently, less urban socio-ecological resilience. In this context, this study aims to analyze the capacity urban socioecological resilience (CUSR) of the population of Campina Grande - PB, in a situation of the lower level of urban socioecological resilience due to the process of urban expansion with a focus on access and forms of use of water resources. In this context, the research sought to propose a framework for the calculation and analysis of urban socio-ecological resilience (USR) that takes into account the urbanistic readings of the place and the various local realities. For its development, the fifty neighborhoods of the city of Campina Grande were used as the object of study. As a methodological proposal for the study, three languages were used - quantitative, cartographic and qualitative - to better express and communicate all information and data. As a base of theoretical reference, authors such as Holling (1973), Adger (2000), among others, were used to choose the indicators, from which thirty-nine indicators were chosen referring to economic, social and environmental issues under the access angle and water use. The indicators were validated through conversations with the executive manager of CAGEPA Campina Grande and with water resources technicians from AESA. The research translates as qualitative-quantitative in a reflexive approach. The methodology used is descriptive and exploratory, which consists of gathering the largest number of detailed information appropriating different research techniques in order to apprehend situations and describe the complexity of a fact. For qualitative analysis, content analysis was adopted (PÊCHEUX, 2008). This evaluation system allows us to evaluate the socioecological resilience conditions in urban water scarcity and the fragility of urban ecosystems, demonstrating that the socioecological resilience of the population of Campina Grande is a result of the spatial distribution and distribution of basic urban services and such as water and sanitation and the quantity of rainfall, which provides good water conditions of demand, availability, and potential of water resources.
Keywords: Recursos Hídricos
Expansão Urbana
Resiliência Socioecológica
Framework
Análise
Water Resources
Urban Expansion
Socioecological Resilience
Analyze
???metadata.dc.subject.cnpq???: Recursos Hídricos
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9601
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia e Gestão de Recursos Naturais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LAÍSE DO NASCIMENTO CABRAL -TESE (PPGRN) 2019.pdf9.65 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.