Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9641
Title: Avaliação do risco de quedas em idosos assistidos na estratégia saúde da família.
Other Titles: Risk assessment of falls in elderly assisted in the family health strategy.
???metadata.dc.creator???: ANTUNES, Maria Josenilda Félix Sousa.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: NOGUEIRA, Matheus Figueiredo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: TRIGUEIRO, Janaína von Söhsten.
???metadata.dc.contributor.referee2???: GOUVEIA, Bernadete de Lourdes André.
Keywords: Idosos;Fatores de risco;Queda;Elderly;Risk factors;Fall
Issue Date: 10-Sep-2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ANTUNES,Maria Josenilda Félix Sousa. Avaliação do risco de quedas em idosos assistidos na estratégia saúde da família. 2014. 79 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Enfermagem, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: O acelerado processo de envelhecimento populacional e a elevada prevalência de quedas em idosos são fenômenos presentes no Brasil, exigindo, portanto, o desenvolvimento de estudos e de rearranjos sociais que vislumbrem uma abordagem qualificada na atenção à saúde desta população. Considerando a grande carga de morbidade associada aos eventos de queda em idosos reconhecida pela Organização Mundial de Saúde como grave problema de saúde pública e que a atenção primária dispõe de instrumentos qualificados para a sua prevenção, objetivou-se nesta investigação avaliar o risco de quedas em idosos cadastrados e acompanhados na Estratégia Saúde da Família do município de Cuité - PB. Consta de um estudo observacional descritivo de desenho quantitativo, com amostra constituída por 132 idosos. Foi aplicado um questionário junto aos participantes e os resultados foram analisados estatisticamente, sendo o teste de qui-quadrado utilizado para verificar a associação entre variáveis categóricas. Os resultados demonstram que a maior parte dos participantes é do sexo feminino, com faixa etária entra 70 e 79 anos, não alfabetizada, casada, com renda familiar entre 2 e 3 salários mínimos e tem como cuidador o cônjuge e/ou filhos. Quanto à exposição aos fatores de riscos, os mais significativos foram tontura/vertigem (77,3%), pisos irregulares (94,7%), degraus/desníveis no piso (85,6%) e banheiro sem apoio/barra (99,2%). Com relação à frequência de quedas, 51,5% sofreram queda da própria altura. Dentre as 72 hipóteses testadas, houve associação estatística entre ocorrência anterior de quedas e doença venosa periférica (p=0,009), obesidade (p=0,016) osteoporose (p=0,007), consumo de bebida alcoólica (p=0,000), uso de medicamentos (p=0,027/p=0,000) e calçados inadequados (p=0,000). Diante disso, é evidente o elevado risco de queda em idosos, suscitando a necessidade de garantir-lhes um ambiente seguro, sobretudo em seu domicílio. A educação em saúde deve ser utilizada como ferramenta cotidiana no trabalho do enfermeiro da estratégia saúde da família, proporcionando orientações sobre prevenção de quedas ao idoso, à família e ao cuidador.
Abstract: The accelerated process of population aging and the high prevalence of falls in the elderly are phenomena present in Brazil, thus requiring the development of studies and social rearrangements that envisage a qualified health care approach in this population. Considering the large burden of morbidity associated to the falls in elderly recognized by the World Health Organization as a serious public health problem and that primary care has qualified for its prevention tools, this research aimed to assess the risk of falls in elderly people registered and monitored in the Family Health Strategy the city of Cuité - PB. Consists of an exploratory and descriptive study of quantitative design, with sample of 132 older adults. We used a questionnaire with the participants and the results were statistically analyzed with the chi-square test used to assess the association between categorical variables. The results show that most of the participants are female, aged in 70 to 79 years, illiterate, married, with a household income between 2 ou 3 minimum wages as a caregiver their husband and/or children. Regarding exposure to risk factors, the most significant were dizziness/vertigo (77,3%), uneven floors (94,7%), steps/gaps in the floor (85,6%) and bathroom without support/bar (99,2%). With regard to the frequency of falls, 51,5% suffered falls from their own height. Among the 72 cases tested, there was statistical association between previous falls and peripheral venous disease (p=0,009), obesity (p=0,016) osteoporosis (p=0,007), alcohol consumption (p=0,000), use of medicines (p=0,027/p=0.000) and inappropriate footwear (p=0.000). Therefore, it is evident the high risk of falls in the elderly, raising the need to guarantee them a safe environment, especially in their home. Health education should be used as a daily tool in nursing work of the family health strategy, providing guidance on fall prevention for the elderly, the family and the caregiver.
Keywords: Idosos
Fatores de risco
Queda
Elderly
Risk factors
Fall
???metadata.dc.subject.cnpq???: Saúde Publica
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9641
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MARIA JOSENILDA FÉLIX SOUSA ANTUNES - TCC ENFERMAGEM 2014.pdfMARIA JOSENILDA FÉLIX SOUSA ANTUNES - TCC ENFERMAGEM 2014609.3 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.