Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9659
Title: Prevalência de doenças associadas ao envelhecimento na população idosa do município de Cuité - PB.
Other Titles: Prevalence of diseases associated with aging in the elderly population of Cuité - PB.
???metadata.dc.creator???: NASCIMENTO, Renata Lais da Silva.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: NOGUEIRA, Matheus Figueiredo.
???metadata.dc.contributor.referee1???: TORQUATO, Isolda Maria Barros.
???metadata.dc.contributor.referee2???: AGRA, Glenda.
Keywords: Doenças;Envelhecimento;Idosos;Diseases;Aging;Elderly
Issue Date: 2014
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: NASCIMENTO,Renata Lais da Silva. Prevalência de doenças associadas ao envelhecimento na população idosa do município de Cuité - PB. 2014. 100 fl. (Trabalho de Conclusão de Curso – Monografia), Curso de Bacharelado em Enfermagem, Centro de Educação e Saúde, Universidade Federal de Campina Grande, Cuité – Paraíba – Brasil, 2014.
???metadata.dc.description.resumo???: A população idosa vem adquirindo proporções cada vez maiores e o processo de envelhecimento pode ser marcado por diversas alterações biopsicossociais que provocam doenças cuja etiologia tem relação com o avançar da idade. Considerando a necessidade de conhecer as doenças relacionadas a este processo, pois é nítido o quanto o envelhecimento permanece, ainda, como um dos pontos mais complexos e críticos para a ciência, objetivou-se nesta pesquisa identificar a prevalência de doenças associadas ao envelhecimento na população idosa de Cuité – PB. Trata-se de um estudo exploratório e descritivo, com abordagem quantitativa, sendo constituída por 131 idosos. Os dados foram coletados através de um questionário envolvendo itens socioeconômicos, fatores de risco e lista de doenças associadas ao envelhecimento. Os resultados foram analisados com base na estatística descritiva e inferencial, sendo o teste de qui-quadrado utilizado para verificar a associação entre variáveis categóricas. Os resultados demonstram maior prevalência de idosos com faixa etária entre 60 a 69 anos, sexo feminino, relação conjugal estável, baixa ou nenhuma escolaridade e com renda familiar de 1 a 2 salários mínimos. Quanto à exposição aos fatores de risco, a maior parte não fuma, não consome bebida alcoólica, é sedentária, eutrófica e com baixo nível de estresse. Quanto às doenças mais prevalentes, destacam-se a Hipertensão Arterial (65,60%); osteoporose (37,40%); osteoartrite (34,40%); constipação (22,90%); doença hemorroidária (21,40%); e diabetes mellitus (19,80%). Na associação entre fatores de risco comportamentais e as doenças, houve significância estatística entre estresse e HAS (p-valor=0,015), IMC e IC (p-valor=0,000), tabagismo e diabetes (p-valor=0,059), atividade física e osteoporose (p-valor=0,009) e entre IMC e colelitíase (p-valor=0,031). Assim, explicita-se a necessidade de implementação de um modelo assistencial que assegure a integralidade da atenção, com ênfase na busca pela eliminação dos fatores de risco para as doenças detectadas e na promoção da saúde durante todo o curso de vida como meio de minimizar o risco de adoecimento quando na velhice.
Abstract: The elderly population has been acquiring ever greater proportions and the aging process is marked by several biopsychosocial changes which cause diseases whose etiology is related to advancing age. Considering the need to know the diseases linked to this process, after all it is clear how much the aging still remains as one of the most complex and critical points for science, this study aimed to identify the prevalence of diseases associated with aging in the elderly population of Cuité - PB. This is an exploratory and descriptive study with a quantitative approach and the sample consisted of 131 elderly. The data were collected via a questionnaire regarding socioeconomic items, risk factors and a list of diseases associated with aging. With the results being analyzed based on descriptive and inferential statistics, the chi-square test was used to check the association between categorical variables. The results demonstrate higher prevalence of females, aged between 60-69 years, a low or no education, married and with a family income 1-2 minimum wages. Regarding exposure to risk factors, the majority does not smoke, does not consume alcohol, is sedentary, eutrophic with low stress level. As for the most prevalent diseases, stand out-Arterial Hypertension (65.60%), osteoporosis (37.40%), osteoarthritis (34.40%), constipation (22.90%); hemorrhoidal disease (21.40%) and diabetes mellitus (19.80%). In the association between behavioral risk factors and diseases, statistical significance was found between stress and hypertension (p = 0.015), BMI and CI (p-value = 0.000), smoking and diabetes (p = 0.059), physical activity and osteoporosis (p-value = 0.009) and between BMI and cholelithiasis (p-value = 0.031). Thus, the necessity of implementing a healthcare model to ensure comprehensive care is explained with emphasis on the search for the elimination of risk factors for detected diseases and promoting health throughout the life course as a means of minimizing the risk of illness when in old age.
Keywords: Doenças
Envelhecimento
Idosos
Diseases
Aging
Elderly
???metadata.dc.subject.cnpq???: Saúde Publica
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9659
Appears in Collections:Curso de Bacharelado em Enfermagem

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
RENATA LAÍS DA SILVA NASCIMENTO - TCC ENFERMAGEM 2014.pdfRENATA LAÍS DA SILVA NASCIMENTO - TCC ENFERMAGEM 2014939.78 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.