Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9730
Title: Aplicação da espoleta eletrônica no desmonte de rochas com explosivos.
Other Titles: Application of the electronic fuse in the blasting of rocks with explosives.
???metadata.dc.creator???: ARAÚJO, Gildácio José de Lima.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: BONATES, Eduardo Jorge Lira.
???metadata.dc.contributor.referee1???: ESTON, Sérgio Médice de.
???metadata.dc.contributor.referee2???: OLIVEIRA, Natanael Victor de.
Keywords: Lavra de Minas;Espoleta Detonadora;Espoleta Eletrônica;Desmonte de Rochas;Explosivos - Rochas;Mining;Detonator Fuse;Electronic Fuze;Rock Blast;Explosives - Rocks;Detonador de Rochas
Issue Date: 2003
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: ARAÚJO, Gildácio José de Lima. Aplicação da espoleta eletrônica no desmonte de rochas com explosivos. 2003. 107f. (Dissertação de Mestrado em Engenharia de Minas), Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Minas, Centro de Ciências e Tecnologia , Universidade Federal de Campina Grande – Paraíba Brasil, 2010.
???metadata.dc.description.resumo???: O processo de desmonte de rochas com explosivos, apesar de sua complexidade e do pouco aproveitamento da energia na realização de trabalho útil, assim como, atenuação dos impactos ambientais incidentes, tem alcançado progressos com a aplicação de explosivos e acessórios de alta tecnologia. As novas técnicas, equipamentos e softwares de monitoramento são ferramentas que também podem ajudar para um melhor desempenho do desmonte e, consequentemente, da fragmentação, laçamento do material, formação da pilha, modelagem do talude remanescente e mitigação dos incômodos causados. O ajuste dos tempos de iniciação e a sequencia de detonação das cargas explosivas representam alguns dos parâmetros de grande relevância dentro do processo de desmonte de rocha. Atualmente existem vários tipos de iniciadores, sejam instantâneos ou com elemento de retardo. Entre eles podemos citar, alem de outros, o pirotécnico, o elétrico, o eletromagnético, o não-elétrico, e o eletrônico. O sistema eletrônico de iniciação, apesar de já está na sua segunda geração, só a partir de 2002 vem sendo aplicado no Brasil. Trata-se de um sistema que permite maior flexibilidade nos ajustes dos tempos (de 1 a 15.000 milissegundos) e uma menor dispersão que outros iniciadores, permitindo, assim, um melhor controle da detonação. A sequencia de detonação e os tempos de iniciação das cargas explosivas tem participação significativa no controle da velocidade de partícula, assim como da fragmentação resultante do desmonte de rocha. O controle desses dois parâmetros pode viabilizar áreas antes interditadas ou mesmo permitir a continuidade de outras, satisfazendo as normas ambientais vigentes e a viabilidade econômica da lavra. A aplicação da espoleta eletrônica provou que o controle dos parâmetros precitados apresenta resultados positivos no controle de vibração e fragmentação no desmonte de rocha com explosivo. Com isso vem melhorar e ampliar os horizontes da mineração.
Abstract: Rock blasting using high technology explosives and accessories has progressed, despite its complexity and the small faction of the energy effectively used in fragmentation and the environmental impacts and risks of accidents. New techniques for monitoring are tools that may help to improve fragmentation, rock throw, muck pile shape, and slopes stability, and control undesirable impacts. Tuning of initiation timing and sequencing represents parameters of great relevance in rock blasting process. Presently there are several types of initiators, both instantaneous and with delay elements. Among the initiators types one may cite the following: pyrotechnic, electric, electromagnetic, non-electric and electronic. The electronic initiation system, despite being in its second generation, has been employed in Brazil only after 2002. That system allows greater flexibility in the adjustment of timing (1 to 15,000 milliseconds) and a smaller dispersion, as compared with other types of initiators. Those features allows for a better control of blasting operations. The sequence of detonation and the timing for initiation of explosives charges have an effective participation in the particle velocities and in the fragmentation the results form blasting. The control of those two parameters may turn viable blasting in areas previously interdicted, or even allowing continuity of blasting works in other areas, by attending environmental norms in economically viable ways. The use of electronic detonators has proved that the control f the above mentioned parameters presents positive results in controlling vibrations and fragmentation in rock blasting with explosives. That fact will enhance the horizon for the mining industry.
Keywords: Lavra de Minas
Espoleta Detonadora
Espoleta Eletrônica
Desmonte de Rochas
Explosivos - Rochas
Mining
Detonator Fuse
Electronic Fuze
Rock Blast
Explosives - Rocks
Detonador de Rochas
???metadata.dc.subject.cnpq???: Engenharia de Minas.
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/9730
Appears in Collections:Mestrado em Engenharia de Minas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
GILDÁCIO JOSÉ DE LIMA ARAÚJO - DISSERTAÇÃO PPGEMinas 2003..pdfGildácio José de Lima Araújo - Dissertação PPGEMinas 200315.87 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.