Please use this identifier to cite or link to this item: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/985
Title: Caracterização e análise das secas na sub-bacia hidrográfica do rio Taperoá e avaliação dos impactos e ações de convivência com a seca de 2012-2014 no município de Taperoá-PB.
Other Titles: Characterization and analysis of droughts in sub-basin hydrographic of the Taperoá river and evaluation of impacts and living actions with the drought of 2012-2014 in the municipality of Taperoá - PB.
???metadata.dc.creator???: FARIAS, André Aires de.
???metadata.dc.contributor.advisor1???: SOUSA, Francisco de Assis Salviano de
???metadata.dc.contributor.referee1???: DANTAS NETO, José.
???metadata.dc.contributor.referee2???: AZEVEDO, Pedro Vieira de.
???metadata.dc.contributor.referee3???: PEREIRA, Daniel Duarte.
???metadata.dc.contributor.referee4???: MORAES NETO, João Miguel de.
Keywords: Categorias de Secas;Regime de Precipitação;Severidade de Secas;Categories of Droughts;Precipitation Regime;Severity of Droughts
Issue Date: 26-Feb-2016
Publisher: Universidade Federal de Campina Grande
Citation: FARIAS, A. A. de. Caracterização e análise das secas na sub-bacia hidrográfica do rio Taperoá e avaliação dos impactos e ações de convivência com a seca de 2012-2014 no município de Taperoá-PB. 2016. 185 f. Tese (Doutorado em Recursos Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Recursos Naturais, Centro de Tecnologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de Campina Grande, Paraíba, Brasil, 2016.
???metadata.dc.description.resumo???: Objetivou-se identificar e analisar os períodos de secas na sub-bacia hidrográfica do Rio Taperoá (SBHRT) e os impactos sociais, econômicos e ambientais e ações de convivência com a seca de 2012-2014 no município de Taperoá - PB. Dados pluviométricos, série 19632014, foram utilizados para analisar o regime de precipitação da sub-bacia; e a severidade dos anos secos, por meio do Índice padronizado de precipitação. A identificação dos impactos foi realizada utilizando-se o método de listagem descritiva check-list, questionários, dados bibliográficos e documentais. Para analisar as variáveis socioeconômicas e as ações de convivência foram utilizados os mesmos materiais dos impactos, exceto o check-list. O período chuvoso dos municípios da sub-bacia ocorre de janeiro a maio, precipitações menores do que a média nesses meses causaram graves impactos. Verificou-se que a maioria das secas que ocorreram na SBHRT se enquadram na categoria moderada, seguido por severa e extrema. A SBHRT foi atingida por secas severas e extremas durante todas as décadas analisadas, no entanto, o maior número delas ocorreu nas décadas de 1980, 1990, 2000 e 2010. A seca mais grave foi a de 1998-2000, seguido pela de 1979-1985. A seca de 20122014 não foi a mais grave porque a precipitação foi acima da ocorrida no período de 19982000 e 1979-1985, houve também maior investimento em ações de convivência com as secas e programas sociais implantados pelos governos. Os impactos sociais, econômicos e ambientais da seca de 2012-2014 no município de Taperoá-PB foram: problemas de saúde relativos à baixa disponibilidade hídrica, desigualdade na distribuição de recursos durante a seca, desgaste mental, reduções na alimentação da população, conflitos entre usuários de água, aumento da pobreza, migrações populacionais, redução da pecuária e da produção de culturas, aumento do desemprego, elevação dos custos para transportar água, indisponibilidade de alimentos para animais, perturbação dos ciclos de reprodução, redução de recreação e turismo, prejuízos à flora, à fauna e às espécies piscícolas, e redução da qualidade da água. Os impactos continuaram porque faltou recursos financeiros para implantar programas e as políticas públicas de convivência não foram efetivas, só aparecendo com maior intensidade quando a região estava prejudicada pela seca. Para redução dos impactos é necessário aumentar o número de cisternas, principalmente a calçadão. É necessário também perfurar poços e construir açudes, além de fazer manutenção nos que estejam com capacidade reduzida ou desativados, construir barragens subterrâneas e tanques naturais, terminar e colocar em funcionamento a Transposição do Rio São Francisco, incentivar a gestão dos recursos hídricos, criar programas que visem o fortalecimento da agricultura familiar, incentivando a fenação, silagem, meliponicultura, apicultura, criação de animais e plantas adaptados à região, dentre muitos outros.
Abstract: This study aimed to identify and analyze the periods of droughts in sub-basin hydrographic of the Taperoá River (SBHTR) and the social, economic and environmental impacts and living actions with drought from 2012-2014 in the municipality of Taperoá - PB. Rainfall data, serie 1963-2014, were used to analyze the sub-basin rainfall regime; and the severity of the dry years, through the Standardized Precipitation Index. The identification of social, economic and environmental impacts was performed using the method of descriptive listing check-list, questionnaires, bibliographic and documentary data. To analyze the socioeconomic variables and of actions of living together were used same materials of the impacts, except the checklist. The rainy period in the municipalities of the sub-basin occurs from january to may, precipitations lower than average in these months caused severe impacts. It was found that most of droughts in SBHRT occurred into the category moderate, following by severe and extreme. The SBHRT was hit by severe and extreme dried for all analyzed decades, however, as many of them occurred in the decades of 1980, 1990, 2000 and 2010. The most severe drought was the from 1998-2000, followed by 1979-1985. The drought of 2012-2014 was not the more serious because the precipitation was above occurred in 1998-2000 and 1979-1985 period, there was also greater investment in coexistence actions with droughts and social programs implemented by governments. The social, economic and environmental impacts of the drought of 2012-2014 in the municipality of Taperoá-PB were: health problems of low flow, unequal distribution of resources during the drought, mental strain, reductions in food supply, conflicts water users, increasing poverty, population migration, reduction of livestock and crop production, rising unemployment, higher costs for transporting water, unavailability of feed, disruption of reproductive cycles, reduction of recreation and tourism, losses in flora, fauna and fish species, and reduced water quality. The impacts continued because they lack financial resources to implement programs and public coexistence policies were not effective, only appearing with greater intensity when the region was hampered by drought. To reduce the impacts is to increase the number of cisterns, especially the boardwalk. You also need to drill wells and build dams, in addition to maintenance on that are with reduced or deactivated capacity, building underground dams and natural ponds, finished and put into operation the Transposition of the São Francisco River, encourage the management of water resources, create programs aimed at strengthening family farming, encouraging haymaking, silage, beekeeping, meliponiculture, husbandry of animals and plants adapted to the region, among many others.
Keywords: Categorias de Secas
Regime de Precipitação
Severidade de Secas
Categories of Droughts
Precipitation Regime
Severity of Droughts
???metadata.dc.subject.cnpq???: Ciências
Recursos Naturais
URI: http://dspace.sti.ufcg.edu.br:8080/jspui/handle/riufcg/985
Appears in Collections:Doutorado em Engenharia e Gestão de Recursos Naturais.

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANDRÉ AIRES DE FARIAS - TESE (PPGRN) 2016.pdf5.6 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.